19.7 C
Luanda Province
Thursday, June 13, 2024
 

3ª FPSO da ExxonMobil entra em Fase de Produção em Guiana

A ExxonMobil, principal petrolífera dos Estados Unidos, anunciou o início da produção em Payara, o 3º desenvolvimento petrolífero offshore Guiana no Bloco Stabroek, elevando a capacidade total de produção na Guiana para cerca de 620 KBPD. 

A 3º FPSO fabricada pela SBM Offshore, iniciou a produção antes do prazo previsto e espera-se que atinja uma produção inicial de aproximadamente 220 KBPD ao longo do 1º semestre de 2024, à medida que novos poços forem sendo activados. 

Esta capacidade adicional representa um passo importante para se atingir uma capacidade de produção combinada de mais de 1,2 MBPD no Bloco Stabroek até o final de 2027. 

Liam Mallon, presidente da ExxonMobil Upstream Company, destacou que cada novo projecto apoia o desenvolvimento económico e o acesso aos recursos que beneficiarão as comunidades de Guiana, ao mesmo tempo que contribuem para atender à procura mundial por energia. 

A ExxonMobil Guiana planeia operar 06 FPSOs no Bloco Stabroek até o final de 2027, incluindo os projectos Yellowtail e Uaru que já se encontram em execução, sendo que cada um irá produzir aproximadamente 250 KBPD. Actualmente, várias negociações estão a ser feitas junto do Governo de Guiana para a obtenção de aprovações regulamentares para um 6º projecto em Whiptail. 

A FPSO Prosperity, juntamente com o Liza Unity, tornou-se um dos primeiros FPSOs do mundo a receber a notação SUSTAIN-1 do American Bureau of Shipping, em reconhecimento à sustentabilidade de sua concepção, documentação e procedimentos operacionais. 

A ExxonMobil destaca que seus desenvolvimentos na Guiana resultam numa redução da intensidade de emissão de gases de efeito estufa em cerca de 30%, à medida que a sua carteira global de exploração vai se diversificando, colocando os  desenvolvimentos offshore Guiana entre os melhores do mundo em termos de intensidade de emissões, ultrapassando 75% dos activos globais de produção de petróleo e gás. 

A ExxonMobil Guyana Limited é a operadora do bloco Stabroek, detendo 45% das participações, enquanto a Hess Guyana Exploration Ltd. possui 30%, e a CNOOC Petroleum Guyana Limited possui os restantes 25%.

Subscreva

- Obtenha acesso total aos nossos conteúdos premiums

Recentes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here