Sábado, Novembro 26, 2022

Must read

Mais Artigos

PETROANGOLA Realiza Censo do Conteúdo Local

No âmbito da elaboração do Magazine do Conteúdo Local, A PETROANGOLA realiza um Censo nas empresas angolanas prestadoras de bens e serviços à indústria de petróleo e gás nacional.

Esta acção tem como objectivo promover e consolidar todas as informações relativamente às actividades do Conteúdo Local em Angola, nomeadamente, identificação e promoção das empresas, serviços e produtos, desenvolvimento de projectos, divulgação dos avanços tecnológicos e oportunidades de negócios no sector petrolífero angolano.

O Censo consiste em visitar as empresas de modos a conhecer o potencial das empresas que prestam serviços à indústria petrolífera, bem como identificar os tipos de serviços prestados, constatar a capacidade técnica e tecnológica das empresas angolanas, visando a criação de uma base de dados com informações sobre as empresas prestadoras de bens e serviços ao sector petrolífero.

A PETROANGOLA entende que o Censo das empresas prestadoras de serviços é fundamental para o desenvolvimento da indústria petrolífera nacional, uma vez que irá garantir uma maior percepção sobre o potencial de prestação de serviço local, proporcionando uma maior noção dos bens e serviços fornecidos pelas empresas angolanas. A PETROANGOLA planeia alcançar um horizonte de 600 empresas, num total de 7 províncias, nomeadamente, Benguela, Cabinda, Cuanza Sul, Huambo, Huíla, Zaire e Luanda.

O Censo do Conteúdo Local terá início a 1 de Junho.

A PETROANGOLA é uma em­presa de con­sul­toria 100% an­go­lana, es­pe­ci­a­li­zada e pro­ve­dora de in­for­ma­ções sobre Pe­tróleo & Gás e Ener­gias Re­no­vá­veis. Líder in­de­pen­dente, pro­vedor de in­for­mação, preços de re­fe­rên­cia e aná­lise do mer­cado pe­tro­lí­fero. Actua em pro­jectos de in­ves­ti­mentos, aná­lise das com­pa­nhias pe­tro­lí­feras, pro­jectos offshore/​onshore, gestão es­tra­té­gica, re­gu­lação, conteúdo local, for­mação e ava­li­ação de opor­tu­ni­dades de ne­gócio.

- Advertisement -spot_img

2 COMENTÁRIOS

  1. Sobre o conteúdo local, eu particularmente prezo bastante a decisão do governo em nacionalizar os serviços no ramo petrolífero criando assim oportunidades para o empresariado angolano.

    Só que infelizmente, pode existir um futuro não qualitativa nesse ramo porque o nosso empresariado não tem ainda eficiência e eficácia e não pensou ainda na gestão de qualidade como motor para uma melhoria contínua dos seus processos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes