Terça-feira, Agosto 9, 2022

50 Milhões de Barris da Arábia Saudita Podem Baixar Ainda Mais os Preços do Petróleo

Must read

Com a incapacidade de armazenar a sua própria produção, cerca de 50 mbpd Sauditas estão a caminho dos EUA e devem chegar nas próximas semanas, pressionando ainda mais os mercados que já encontram-se com dificuldades em absorver a quantidade excessiva de petróleo existente. 

Dados do tráfego marítimo mostram que mais de 20 superpetroleiros cada um com uma capacidade de transportar 2 mmbbls estam em direção dos principais terminais dos EUA especialmente no Golfo. 3 navios-tanques fretados pela Arábia saudita, estão  correntemente ancorados perto dos portos do Golfo dos EUA. 

As preocupações em volta dos carregamentos de petróleo da Arábia Saudita, espalhou-se até Washington. As autoridades dos EUA anunciaram que Washington está a avaliar um possível bloqueio das embarcações sauditas ou aumentar as tarifas sobre o petróleo saudita. 

Em resposta, a Arábia Saudita está a investigar a possibilidade de redirecionar os carregamentos para outros lugares, caso os EUA interrompam as importações. Os traders de petróleo activos nos mercados europeus e asiáticos especulam que há expectativas de que os sauditas irão desviar as cargas para outros mercados se uma proibição fosse imposta, o que por sua vez irá pressionar substancialmente os tanques de armazenamento nessas regiões, o que irá resultar na queda dos preços de alguns benchmarks, como é o caso do Brent. 

A Europa parece estar abarrotada de petróleo, mas certamente se os sauditas oferecerem níveis de preços mais baratos, os compradores provavelmente irão aceitar, alguns ainda têm espaços de armazenamento ou podem concordar em flutuar no mar por algum tempo. 

Isso pode ser um exercício muito caro para a Arábia saudita, já que aconteça  o que acontecer com as cargas e os proprietários dos navios-tanques, será necessário um pagamento de sobreestadia para os navios, esses custos seriam alavancados se o mercado estivesse mais alto, embora é uma aposta cara para os sauditas, mas o encerramento da produção seria ainda mais dispendioso. 

Custos adicionais ou sobreestadia foram estimados em $250.000/dia, com base nas taxas do mês passado, quando muitos navios foram reservados. As taxas diárias dos navios-tanques subiram em cerca de $300.000 no mês de Março em comparação com 30.000 do mesmo mês em 2019, embora tenham reduzido para $150.000/dia nesta semana, ainda são significativamente altos e seriam adicionados outros custos, incluindo os seguros, se os navios forem mantidos.

Mesmo que os superpetroleiros sauditas cheguem aos EUA, não está claro quem irá comprar os carregamentos de crude, com a economia paralisada, conduzida virtualmente e a demanda practicamente inexistente a cair mais a fundo, as refinarias estiveram inoperáveis nos mercados petrolíferos dos EUA nos últimos dias. 

A maioria dos grandes compradores de petróleo saudita nos EUA estão localizados ao longo da costa oeste, a região responde por cerca de metade das importações de petróleo saudita, com as zonas de armazenamento carregadas com cerca de 60% em 10 de Abril, duas semanas depois esse número aproximou-se dos 100%. A Costa do Golfo que é o segundo maior destino dos EUA de petróleo saudita estava com cerca de 50% da sua capacidade total de armazenamento. (Oilprice).

- Advertisement -spot_img

Mais Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes