Sábado, Novembro 26, 2022

Must read

Mais Artigos

$7 Trilhões – Razão Por Detrás do Corte Adicional de 1 MBPD da Arábia Saudita

A forte disciplina registada nos cortes de produção da OPEP e seus aliados é o principal factor que elevou os preços do barril de petróleo, resultando numa recuperação notável do mercado petrolífero após a queda histórica verificada em 2020.  

No início deste mês, os preços do petróleo reagiram positivamente após a OPEP+ ter chegado a um acordo favorável em reduzir gradualmente os cortes de produção a partir de Maio, e adicionar 350.000 BPD nos mercados internacionais e outros 350.000 BPD adicionais em Junho e 450.000 BPD previstos para Julho. Atualmente, a OPEP retém cerca de 7 MBPD, a Arábia Saudita está a cortar voluntariamente 1 MBPD.  

Este facto traduz-se  numa grande reviravolta na postura do Reino em apenas 1 ano, aquando da guerra dos preços em que Riade e Moscovo haviam discordado sobre cortes profundos no fornecimento de crude em uma tentativa de lidar com a queda da demanda por petróleo, o que resultou a um excesso de oferta e os preços do petróleo a atingirem territórios negativos pela primeira vez na história da indústria.  

Certamente parece um exagero, tendo em mente que aArábia Saudita tem os custos de produção mais baixos do mundo.  Considerando que a Arábia Saudita, a maior economia da região do GCC (Conselho de Cooperação do Golfo) ostenta a maior economia e os menores custos de produção em relação a qualquer outra nação árabe, mas a dura realidade é que o país precisa de preços do petróleo significativamente mais altos do que o preço atual para equilibrar o seu orçamento fiscal.  

Na realidade, o preço de Break-even da Arábia Saudita fixa-se em volta dos $76,10/bbl, o que significa que ela permanece fortemente no vermelho, apenas o Qatar é capaz de registar um superávit graças ao seu baixo break-even de $39,90/bbl. 

Esta meta é ainda mais crítica agora que a Arábia Saudita está a promover um plano de $7,2 trilhões para diversificação económica, essencialmente exigindo que as empresas estatais cortem os dividendos que pagam ao governo. 

Para uma empresa como a Saudi Aramco, cujos $75 biliões em dividendos no ano passado foram os maiores para as receitas do Estado, qualquer redução nestes dividendos precisaria ser compensada por preços mais altos do petróleo para impulsionar as transferências ao soberano por meio de impostos e royalties. A Arábia Saudita tem como meta aumentar os gastos domésticos para $7,2 trilhões até 2030, enquanto que o maior exportador de petróleo do mundo procura suavizar um enorme déficit causado pela baixa das receitas do petróleo e a fraca demanda devido à pandemia Covid-19.  

Para atingir esse objectivo, a Arábia Saudita precisa conter o fornecimento de petróleo nos próximos anos em uma tentativa de aumentar os preços. Os benefícios fiscais dos preços mais altos do petróleo podem facilmente compensar o impacto da baixa produção de petróleo na economia. As empresas sauditas que participam no novo programa têm a liberdade de decidir como financiar seus investimentos; as vias mais prováveis são dividendos, empréstimos bonificados, dívidas e outros instrumentos financeiros. Além disso, a Arábia Saudita precisa desesperadamente aumentar os investimentos que entram no país (FID) em quase 100 vezes, de $5,5 biliões registados em FID no ano passado para $500 bilIões estimados para a próxima década.  

Na frente energética, a Arábia Saudita está claramente comprometida em passar de fontes de energia convencionais às mais limpas.  O governo saudita anunciou planos de construir uma usina de hidrogênio verde com um custo associado de $5 bilIões que irá abastecer a megacidade de Neon quando for inaugurada em 2025.  

A Arábia Saudita desfruta de uma vantagem competitiva séria no negócio do hidrogênio verde, graças ao sol perpétuo, vento e a vastas extensões de terra não utilizadas.  O Reino tem claramente uma visão futurística em que a economia deixará de depender excessivamente do petróleo. (Oilprice).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes