Segunda-feira, Fevereiro 6, 2023
25.8 C
Luanda Province

Must read

Mais Artigos

Apesar das Sanções – Rússia foi o Principal Fornecedor de Petróleo Marítimo da Europa em 2022 

Embora as importações marítimas de petróleo russo para a União Europeia tenham caído pouco mais de 12% no ano passado, a Rússia ainda desfruta do status de principal fornecedor de petróleo marítimo do bloco, mesmo depois das sanções. 

Em 2022, a UE importou 98,8 TM de petróleo russo por via marítima, uma quantidade consideravelmente mais baixa em relação aos anos de 2021 e 2019, que foram de 112,5 MT e 128,5 MT respectivamente.  

No ano passado, a Rússia ainda representava 21,9% das importações marítimas europeias de petróleo, seguida pelo Mar do Norte, que representou 17% e o Norte de África com 15,4%. 

Os carregamentos de petróleo do Mar do Norte para a Europa aumentaram 19,2% em relação a 2021 e bem acima dos números de 2019, enquanto que os carregamentos de petróleo do Norte de África para a Europa aumentaram 6%. Os embarques da África Ocidental para a Europa aumentaram 27,5% em 2022. Os Estados Unidos registaram um aumento de 43,1% nas exportações de petróleo bruto para a Europa, atingindo um recorde de 51,4 TM. 

No entanto, o maior aumento veio do Golfo Pérsico, com um incremento de 76,4% em comparação com o ano de 2021, apesar de ainda estar abaixo dos níveis de 2019.  Globalmente, os dados mostram um aumento de 8,5% nos carregamentos totais de petróleo, ano a ano. Os carregamentos totais chegaram a 2.047,3 TM, em comparação com 1.886,3 TM em 2021 e 2.110,5 TM em 2019. 

Apesar de a Rússia ter visto suas exportações para a UE caírem mais de 12% no ano passado, os dados mostram que, no geral, houve um aumento nas exportações de 10,3%. Esse número está apenas um pouco abaixo dos níveis de 2019. Da mesma forma, os Estados Unidos também experimentaram um aumento nas exportações de petróleo, ganhando mais de 22% ao longo dos 12 meses de 2022, assim como a Arábia Saudita, apresentando um aumento de mais de 17%. 

Do lado da demanda, o consumo de petróleo transoceânico da China caiu 3,6% em 2022, ao passo que a Índia viu um aumento de 11,7% nas suas importações de crude.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes

- Publicidade -spot_img