Sábado, Novembro 26, 2022

Must read

Mais Artigos

Arábia Saudita Ameaça com Opção de Eliminar o “Petrodólar”

A Arábia Saudita ameaçou usar uma opção nuclear para minar o petrodólar caso os EUA avancem com o projecto NOPEC. O Congresso norte-americano tem ponderado a legislação, conhecida como projecto NOPEC, que permitiria ao Departamento de Justiça tomar medidas antitrust contra a OPEP por manipular o mercado de petróleo. Especificamente, o projecto de lei removeria a imunidade soberana que os países têm de tal acção, permitindo que o governo dos EUA os processe. Em teoria, a lei impediria a OPEP de coordenar os cortes de produção.

Ainda não está claro se o Congresso aprovará a lei, e também não é garantido que Trump a assine caso chegue à sua mesa. No entanto, a Arábia Saudita vê claramente como uma ameaça séria, e já ripostou ameaçando vender seu petróleo em outras moedas que não o dólar americano caso o projecto se tornar lei, o que causaria enormes implicações.

O mercado global de petróleo é quase inteiramente realizado em dólares, o que fornece a base para a dominação do dólar no sistema financeiro global. A introdução de novas moedas no comércio de petróleo poderia minar a demanda pelo dólar, diminuir a influência americana sobre as finanças globais, enfraquecer a influência americana sobre as sanções e, assim, reduzir seu alcance geopolítico. É difícil avaliar a seriedade da Arábia Saudita, mas as implicações de tal mudança são de longo alcance e difíceis de se estimar.

Versões da legislação do NOPEC tem circulado por anos, mas os ex-presidentes americanos de ambos os partidos se opuseram à medida por temerem que ela prejudicasse o relacionamento entre EUA e Arábia Saudita. Desta vez, a situação é diferente, por várias razões. Primeiro, a Arábia Saudita prejudicou seriamente sua posição em Washington por meio de sua guerra no Iémen e pelo assassinato do jornalista saudita Jamal Khashoggi.

Uma razão pela qual as chances do NOPEC se tornar lei é maior do que nunca, devido à natureza imprevisível do próprio Presidente Donald Trump. Ele abraçou o governo saudita, mas também usa a OPEP como saco de pancadas. Embora os sauditas, em grande medida, controlem as decisões da OPEP, eles são entidades distintas na mente de Trump. A medida em que os preços do petróleo estão altos, Donald Trump acha que os preços da gasolina se tornam um passivo político, o que o poderá obrigar assinar a lei NOPEC.

A ameaça saudita de minar o dólar nas vendas do petróleo poderia ter alguns parceiros ansiosos. A China, Rússia, Irão e até mesmo a União Europeia apoiariam alguma alternativa à ordem internacional baseada no dólar. O uso excessivo de sanções por parte do governo de Trump e seu assédio a importantes aliados na Europa faz com que muitos governos pensem em substituir a moeda.

A Rússia tentou vender petróleo em Euros, enquanto a China estabeleceu um contracto de petróleo em Xangai, em Yuan para rivalizar com o Dólar. O Irão também tentou ansiosamente promover as vendas de petróleo em outras moedas, a fim de contornar as sanções dos EUA. A UE montou um veículo para fins especiais para ajudar as empresas europeias a continuarem a fazer negócios com o Irão, e também criou recentemente um grupo de trabalho para promover o Euro como uma alternativa ao Dólar. Até o momento, esses esforços pouco fizeram para diminuir o domínio do dólar. Mas uma decisão saudita de diversificar para longe do dólar seria a acção mais poderosa até agora.

No entanto, existem vários motivos pelos quais esse cenário não será reproduzido. A factura pode não passar no Congresso dos EUA para começar. Mas, mesmo que isso se torne lei, os sauditas têm muitos obstáculos em seu caminho, entre eles a moeda atrelada ao dólar. Riade também depende da aliança militar dos EUA. A eliminação do dólar colocaria isso em risco. Só essas razões podem impedir a Arábia Saudita de avançar com alternativas cambiais. (Oilprice).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes