Sábado, Novembro 26, 2022

Must read

Mais Artigos

Barril de Crude Atinge Preços Mais Altos dos Últimos 3 Anos

O mercado petrolífero está a viver uma nova era de optimismo com os preços do petróleo a serem comercializados em valores mais  altos dos últimos 3 anos. 

Os preços futuros do petróleo bruto se mantiveram estáveis na manhã desta sexta-feira, 25 de Junho, após um acordo sobre o pacote de infraestrutura dos EUA, sendo que o mercado espera apenas um aumento moderado na oferta da OPEP+ em Agosto. 

O contrato futuro do ICE Brent para entrega em Agosto caiu $0,8/bBL (0,11%) e foi comercializado a 75,48/bbl, enquanto que o contrato de petróleo leve doce doce NYMEX WTI $0,6/bbl (0,08%) e foi comercializado a $73,30/bbl.

Os preços mais altos são uma notícia bem-vinda para os mercados do petróleo e podem ser atribuídos em grande parte à queda dos stocks dos EUA, uma perspectiva de demanda de petróleo mais optimista e uma declaração feita pelo governo dos EUA contradizendo a declaração anterior do Irão de que os EUA concordaram em suspender todas as sanções relacionadas a Petróleo bruto iraniano.

O sentimento de alta do mercado beneficia os produtores de petróleo de xisto dos EUA que sofreram uma batalha de cerca de 1 ano contra o coronavírus que atirou os preços do crude para níveis extremamente baixos. Os preços altos do petróleo também favorecem a região rica em petróleo – Alberta, uma vez que cada aumento nos preços do barril de petróleo pode significar um aumento em volta de $10-15 milhões no orçamento de Alberta.

Os preços do petróleo também continuam a ser apoiados por uma perspectiva optimista da demanda, à medida que as taxas de vacinação em todo o mundo aumentam e os países diminuem as restrições de mobilidade. Contra o pano de fundo da crescente demanda global de petróleo, a coalizão OPEP + atendeu a apelos para aumentar a produção de petróleo para evitar que o aumento dos preços da energia prejudique a recuperação económica global.

Em uma reunião virtual com o secretário-geral da OPEP, Mohammad Barkindo, em 24 de Junho, o ministro do petróleo indiano, Dharmendra Pradhan, levantou preocupações sobre a pressão inflacionária do aumento dos preços do petróleo e fez um novo apelo para que a OPEP+ pare gradualmente de seus cortes de produção.

A OPEP+ restringe actualmente um volume de em 6,2 MBPD abaixo dos níveis de Outubro de 2018 e pretende reduzir esse corte para 5,76 MBPD em Julho. Espera-se que a reunião de 1 de Julho da aliança OPEP+ forneça orientações sobre os níveis de produção para Agosto, e embora tenham surgido relatórios que indicam uma redução da cota de produção que resultará num aumento da oferta na ordem dos 500 KBPD.

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes