Quarta-feira, Dezembro 7, 2022

Must read

Mais Artigos

Bloqueios na Inglaterra e Incertezas das Eleições Prejudicam os Preços Futuros do Crude

Os contractos futuros do petróleo bruto caíram durante as negociações desta segunda-feira na Ásia, com o anúncio de bloqueios na Inglaterra que afetam as perspectivas de demanda do complexo petrolífero e com o mercado exercendo cautela antes das eleições nos EUA.

Os preços futuros do ICE Brent para entrega em Janeiro caíram $1,22/bbl (3,2%) e foi comercializado a $ 36,73/bbl, enquanto que o contracto do NYMEX WTI para entrega em Dezembro caiu $1,28/bbl (3,6 %), sendo comercializado a $34,51/bbl.

Os futuros do ICE Brent e NYMEX caíram 9,82% e 10,19% na semana encerrada a 30 de Outubro, fechando em $37,94/bbl e $35,79/bbl, respectivamente, enquanto os mercados lutavam com as implicações do lado da demanda ligadas ao aumento das infecções por coronavírus que resultaram em bloqueios na Alemanha e na França, com relatos de que a produção de petróleo da Líbia pode chegar a 1 mbpd em meados de Novembro. 

A trajetória descendente dos preços do petróleo continuou na manhã de 2 de Novembro, com os mercados precificados de acordo com o anúncio do primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, de que a Inglaterra entrará em um bloqueio nacional a partir de 5 de Novembro. Este bloqueio na Inglaterra implicará o fechamento de pubs, restaurantes e negócios não essenciais, incluindo academias de ginástica e cabeleireiros, embora escolas, universidades e playgrounds permaneçam abertos.

A França, Alemanha e Reino Unido [Inglaterra] são os 3 maiores consumidores de petróleo na União Europeia, respondendo juntos por cerca de 6 mbpd, ou cerca de 6% do consumo global de petróleo. As restrições mais rígidas nestes mercados-chave terão um impacto significativo na demanda global de petróleo. As eleições nos EUA também têm um impacto na descida dos preços, sendo que uma vitória de Biden poderia de facto colocar mais pressão sobre o petróleo, já que Biden parece menos agressivo em sua opinião sobre o Irão, o que poderá resultar na suspensão das sanções e o mercado assistir uma aumento de 1,5-2 mbpd de oferta adicional. 

Por outro lado, os fundamentos do mercado permanecem inflexíveis, tornando necessário uma intervenção da OPEP+ para colocar alguma estabilidade nos preços do petróleo. A incerteza a volta da reunião da OPEP agendada para o final do mês faz com que o complexo do petróleo pudesse ser muito prematuro para a OPEP+ fazer ajustes neste estágio, essencialmente, não há incentivo orçamental para que a Rússia ou a Arábia Saudita cortem a produção, a menos que o preço do petróleo chegue aos $20/bbl. (Platts).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes