Domingo, Agosto 14, 2022

EUA Opta por Crude Russo em Detrimento do Venezuelano

Must read

Os Estados Unidos aumentaram as suas importações de óleo combustível da Rússia no ano passado após aplicar sanções às exportações da Venezuela. 

O petróleo pesado da Venezuela é adequado para ser processado  nas refinarias complexas na costa do Golfo dos EUA, mas as sanções cortaram os fluxos de petróleo venezuelanos para os Estados Unidos. No ano passado,  após aplicar sanções ao regime de Nicolás Maduro, as refinarias aumentaram as  suas importações de óleo combustível da Rússia, um volume recorde de 11 TM em 2019. 

Até Junho deste ano, as importações americanas de óleo combustível da Rússia totalizaram 5,3 TM e estão actualmente a caminho de igualar o recorde das importações do ano passado.

As importações totais dos EUA de petróleo e derivados da Rússia aumentaram acentuadamente após Março de 2019, para 566.000 bpd em Abril de 2019, dos anteriores 361.000 bpd em Março. Isso aconteceu logo após o início da pressão máxima dos EUA sobre Venezuela no início do ano passado, quando o governo de Donald Trump proibiu essencialmente as importações americanas de petróleo e derivados venezuelanos, num esforço para sufocar as receitas sobre as exportações de petróleo da Venezuela. Há uma demanda alta por óleo combustível da Rússia para os EUA, porque é mais barato do que a principal rama Urals da Rússia, que viu o seu preço a subir recentemente devido aos cortes recordes na produção da OPEP+. (Oilprice).

- Advertisement -spot_img

Mais Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes