Sexta-feira, Dezembro 9, 2022

Must read

- Publicidade -spot_img

Mais Artigos

ExxonMobil Interrompe Actividades Petrolíferas na Rússia

A supermajor americana ExxonMobil iniciou um processo de descontinuação das operações no projecto Sakhalin-1 da Rússia como resultado da decisão do governo russo em invadir a Ucrânia. A ExxonMobil juntou-se ao êxodo de outras grandes empresas de petróleo e gás como a bp, Shell e Equinor, que também decidiram interromper as suas actividades naquele país em resposta aos recentes eventos geopolíticos.   

O projecto Sakhalin-1 é operado sob um acordo de partilha de produção com o governo russo, com parceiros estrangeiros responsáveis pelos investimentos que colocaram o projecto em operação desde 2005.

A ExxonMobil opera o projecto Sakhalin-1 na Rússia em parceria com um consórcio internacional de empresas japonesas, indianas e russas. A petrolífera americana detém uma participação de 30% no projecto, através de sua subsidiária Exxon Neftegas, a parte russa é representada por duas afiliadas da Rosneft, nomeadamente RN-Astra (8,5%) e Sakhalinmorneftegaz-Shelf (11,5%), enquanto o consórcio japonês SODECO tem uma participação de 30% e a ONGC Videsh, Corporação de Petróleo e Gás Natural da Índia, possui os restantes 20%. 

De acordo com o Ministério da Energia da Rússia, o projecto Sakhalin-1 produziu quase 83 MMBBLS de petróleo e condensados e mais de 12 biliões de metros cúbicos de gás natural e associado em 2021.

No entanto, a ExxonMobil expressou o seu total apoio à nação ucraniana encerrando as suas actividades na Rússia e a possibilidade de efectuar novos investimentos em projectos de petróleo e gás naquele país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes