Segunda-feira, Novembro 28, 2022

Must read

Mais Artigos

Furacão Laura Estimula os Preços do Petróleo

Os preços futuros do crude subiram ligeiramente na manhã desta quarta-feira, após o fecho de algumas refinarias da Costa do Golfo dos EUA fecharam em virtude do furacão Laura. Por outro lado, os dados do American Petroleum Institute, divulgados no final de 25 de Agosto, mostraram uma redução maior do que o esperado no stocks comerciais de petróleo e gasolina dos EUA.

O ICE Brent para entrega em Outubro subiu $0,11/bbl (0,24%) e fechou a $45,97/bbl, enquanto que  o contracto NYMEX WTI para entrega também em Outubro caiu $0,4/bbl (0,09%) e foi comercializado a $43,31/bbl.

Os preços do petróleo bruto aumentaram em função do aumento dos preços futuros da gasolina, devido ao furacão Laura que se dirige para a costa do Golfo dos Estados Unidos. A tempestade deve atingir o continente na quinta-feira, 27 de Agosto, como um furacão de categoria 3. As tempestades tropicais consecutivas Marco e Laura viram obrigaram com que os operadores do  upstream fechassem cerca de 1,558 mbpd, cerca de 84,3% da produção offshore. 

As refinarias de petróleo, como a da Motiva com uma capacidade de mais de 600.000 bpd, as operações petroquímicas em Port Arthur, Texas, de 366.000 bpd da ExxonMobil em Beaumont e a Refinaria Port Arthur de 335.000 bpd da Valero também serão fechadas. No total, espera-se que aproximadamente 1,8 mbpd em capacidade de refino de petróleo dos EUA, ou quase 18% da capacidade total das refinarias da Costa do Golfo dos EUA, fique offline.

Enquanto isso, o relatório do API mostrou uma redução maior do que o esperado tanto no fornecimento de petróleo comercial dos EUA quanto nos stocks de gasolina. Os últimos dados do API mostram que os stocks de petróleo bruto dos EUA caíram 4,52 mmbbls na última semana, cerca de 50% acima da redução esperada pelo mercado, fixando-se em 2,5 mmbbls. Olhando para os produtos, os stocks de gasolina caíram num total de 6,39 mmbbls, muito acima dos 1,75 mmbbls que o mercado esperava, resultando num apoio aos preços do crude.

O contracto futuro RBOB NYMEX de Setembro foi comercializado a $1,3790/galão, sofrendo uma  queda de 1,28% em relação aos anteriores $1,3969/galão, tornando-se no melhor contracto desde  5 de Março.

No entanto, qualquer subida de preço no complexo global de petróleo continua a ser limitada pelo aumento de casos de COVID-19 em todo o mundo e a resultante incerteza da demanda e excesso de oferta. A contagem global de casos COVID-19 ficou em 23.813.181, enquanto as infecções diárias permaneceram altas em 226.905 casos. (Platts).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes