Sábado, Novembro 26, 2022

Must read

Mais Artigos

Nigéria Prepara-se Para um Período Prolongado de Baixos Preços do Petróleo

A Nigéria pretende diversificar e se afastar do petróleo, do qual depende fortemente para obter receitas em moeda estrangeira. 

O maior produtor de petróleo de África, que também é a maior economia do continente, precisa desenvolver sectores não petrolíferos para diversificar suas receitas. A indústria de petróleo e gás continua a ser um contribuinte significativo para o desenvolvimento e crescimento econômico da Nigéria, representando cerca de 10% do produto interno bruto (PIB). 

A Nigéria, como outros países produtores de petróleo, encontra-se com dificuldades devido ao golpe duplo da desaceleração econômica relacionada ao coronavírus e da queda dos preços do crude. O colapso dos preços e da demanda por petróleo, e o novo acordo de corte de produção da OPEP+, em que a Nigéria ainda não cumpriu na íntegra, prejudicam as receitas do país. No 2º trimestre deste ano, a economia do país sofreu uma contração de cerca de 6,1 % ano/ano devido aos baixos preços do petróleo e aos bloqueios no país para conter a propagação do coronavírus. 

Após início do acordo de produção da OPEP+ em Maio, o cumprimento da Nigéria no acordo resultaria em uma contração econômica e déficits fiscais mais profundos e pressões compostas sobre as finanças externas devido à queda nos preços do petróleo.  O breakeven fiscal da Nigéria do preços do petróleo, com o qual a Nigéria equilibraria seu orçamento é muito alto e centrado em $133/bbl dado ao notável baixo nível de receitas não petrolíferas. (Oilprice).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes