Segunda-feira, Novembro 28, 2022

Must read

Mais Artigos

Pemex Revela Plano para Desfazer as Falhas da Reforma Energética Após 15 Anos de Perdas na Produção Petrolífera

A Pemex implementará um plano destinado ao resgate da indústria de energia do país após o fracasso da reforma energética, informou o Presidente mexicano Andrés Manuel López Obrador durante uma apresentação no Palácio Nacional da Cidade do México à 16 de Junho.

O mais recente plano de 5 anos para a empresa estatal mexicana de petróleo e gás visa  equilibrar o seu orçamento até 2021 e aumentar a produção de petróleo para cerca de 2,7 mbpd até o final de 2024. A Pemex tem mais de $100 biliões em dívidas e sofreu perdas na produção por 15 anos consecutivos. Em Maio, produziu pouco menos de 1,7 mbpd contra os  3,4 mbpd produzidos em 2014.

Octávio Romero Oropeza, Director Executivo da Pemex, responsabilizou as perdas constantes na produção pela falta de investimentos por parte do governo. Desde 2011 que 45% dos investimentos da Pemex foram para a exploração de campos de águas profundas no Golfo do México, que até agora não produziu um único barril de petróleo.

A Pemex receberá uma redução gradual na sua carga fiscal, na qual o governo apresentará uma proposta de alteração da Lei sobre as receitas petrolíferas. Esta acção reduzirá a taxa de imposto partilhada na ordem dos 7% em 2020 e 4% em 2021. A taxa actual é de 65%.

Este alívio financeiro destina-se a liberar o investimento da Pemex em novos projectos que virão principalmente em áreas estabelecidas onshore, em detrimento das áreas em águas profundas com custos elevados e com maior nível de incerteza. O governo tem como objectivo apoiar a Pemex nos primeiros 3 anos, e assim ajudar a financiar os planos de crescimento econômico do México.

As reformas energéticas  foram assinadas em 2014 pelo ex-presidente Enrique Peña Nieto, e culminou com a abertura da indústria para a participação do sector privado nacional e estrangeiro. Durante o período de 2015-2018, a Comissão Nacional de Hidrocarbonetos Mexicana realizou várias licitações para as áreas de águas profundas, rasas e onshore, concedendo mais de 100 contractos para várias empresas nacionais e estrangeiras que continuarão a ser honrados.

No entanto desde que assumiu o cargo, a administração de Lopez Obrador cancelou as licitações previamente agendadas e os contractos farmouts da Pemex em um esforço para deter o avanço da reforma. (Jpt).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes