Quarta-feira, Dezembro 7, 2022

Must read

Mais Artigos

Petróleo Venezuelano Retornará aos Mercados Internacionais

O governo Norte Americano planeia flexibilizar as sanções impostas à Venezuela na tentativa de trazer mais petróleo daquele país membro da OPEP para a Europa, bem como controlar a alta dos preços da commodity energética provocado pelo conflito Rússia – Ucrânia. 

Os EUA estão a trabalhar no sentido de permitir com que as empresas europeias que ainda operam na Venezuela exportem imediatamente mais petróleo para a Europa, em meio ao agravamento da crise energética observada naquele continente, enquanto isso, a Chevron poderá negociar a retomada das operações no território venezuelano. 

A flexibilização das penalidades ocorre num momento em que a restrição no fornecimento global de petróleo eleva os custos do petróleo e dos combustíveis, ameaçando inflacionar o mercado. Mais barris de petróleo da Venezuela ajudariam a aliviar a escassez de oferta, ao mesmo tempo em que ajudariam a Europa a se desprender da dependência energética da Rússia. A medida tomada pelo governo de Biden visa também facilitar as negociações entre o governo do presidente Nicolás Maduro e a oposição apoiada pelos EUA. 

A italiana Eni SpA e a espanhola Repsol SA são as únicas grandes produtoras de petróleo europeias com operações na Venezuela. As duas companhias estão a trabalhar com os Estados Unidos para redirecionar o petróleo venezuelano com destino à China para a Europa. 

Embora a Chevron atualmente não tenha permissão para perfurar ou exportar petróleo da Venezuela, a retomada das negociações com a estatal PDVSA abre caminho para a major americana obter uma nova licença que permita retomar as suas operações.

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes