Segunda-feira, Novembro 28, 2022

Must read

Mais Artigos

Preço do Barril de Petróleo Atinge os $60 Após 1 Ano de Várias Incertezas

Os contratos futuros do petróleo se fortaleceram durante as negociações do meio da manhã desta terça-feira, 9 de Fevereiro, com as expectativas de um retorno aos padrões de consumo pré-coronavírus em meio à crise que se acalmava e as esperanças de um pacote de estímulo americano iminente que ajudaram a elevar o sentimento da demanda no mercado.

As restrições de produção da OPEP +, juntamente com a menor produção de petróleo de xisto nos EUA com relação ao ano anterior, restringiram a oferta, proporcionando mais um impulso aos Benchmarks internacionais do petróleo. 

O contrato para entrega em Abril do ICE Brent subiu $0,61/bbl (1%) e foi comercializado a Fevereiro para $61,17/bbl, enquanto o contrato de petróleo leve doce leve NYMEX WTI para entrega em Março subiu $0,52/bbl (0,9%) e foi vendido a $58,49/bbl. 

O Brent ultrapassou a marca dos $60/bbl pela primeira vez em 1 ano, conforme os fundamentos melhoraram tanto do lado da demanda quanto da oferta. Actualmente pode-se verificar vários sinais de recuperação da demanda em todo o mundo, com as importações chinesas em alta de 6 meses na semana passada, a demanda da Índia retornou aos níveis pré-pandêmicos em meio da combinação de aumento do uso de automóveis e o facto dos EUA se tornar no maior comprador dos seus produtos domésticos. 

Regista-se um grande otimismo no lançamento de novas vacinas, uma vez que representa uma parte essencial no retorno normal da economia global. Para além das vacinas, o sentimento da demanda foi impulsionado pelo aumento das esperanças de um pacote de estímulo nos EUA e a restrição no lado da oferta por parte dos produtores de petróleo, tanto da aliança OPEP + como dos EUA, que também contribuíram para a alta nos mercados de petróleo.

O lado da oferta da equação do petróleo não está em risco, já que os sauditas tiraram esse risco da mesa nos próximos meses e a produção dos produtores de xisto dos EUA é quase 20% menor do que no ano passado. 

O aumento dos preços do barril de petróleo é resultante de uma combinação de restrições de oferta e aumento da demanda (tanto actual quanto prevista), no entanto, precisa-se de cautela, uma vez que os mercados de WTI e Brent estão bem em território de sobrecompra. Os produtores de energia aumentaram sua cobertura de risco de queda, pois permanecem ligeiramente céticos em relação à recente tendência de alta nos preços do petróleo, e os investidores esperam que os preços sejam corrigidos para baixo no curto prazo, apesar de estarem optimistas no longo prazo. (Platts).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes