Segunda-feira, Novembro 28, 2022

Must read

Mais Artigos

Preços do Crude atingem os $69/BBL

Os futuros do petróleo bruto subiram durante as negociações do meio da manhã desta quarta-feira, 5 de Maio, com o relatório geral do API que indica uma melhora nos fundamentos nos EUA, enquanto o otimismo sobre a reabertura da Europa forneceu mais substância ao mercado internacional.

Os preços do petróleo saltaram para o maior valor das últimas 7 semanas, já que os mercados estão a valorizar a commodity com base  nas expectativas de uma demanda mais alta. O WTI Crude de referência dos EUA voltou a ser comercializado acima dos $65/bbl, tendo atingido o nível mais alto desde o mês de Março.

O contrato do ICE Brent para entrega em Julho subiu $0,86/bbl (1,25%) e fechou em $69,74/bbl, enquanto o contrato de petróleo leve doce da NYMEX WTI para entrega em Junho subiu $0,82/bbl (1,25%) e foi comercializado a $66,51/bbl. 

Os dados API mostraram que os stocks de petróleo dos EUA caíram 7,69 mmbbls na semana encerrada em 30 de abril. Esta queda foi antecipada, uma vez que se esperava um aumento na taxa de utilização das refinarias em cerca de 0,6% em relação à semana anterior para 86% da capacidade global. 

Enquanto isso, o movimento de stocks nos mercados de produtos do downstream também foi de alta, com uma queda de 5,31 mmbbls e 3,45 mmbbls nos stocks de gasolina e destilados dos EUA, respectivamente. O declínio nos stocks de gasolina ocorreu num momento em que o consumo de gasolina nos Estados Unidos registou um aumento antes mesmo da alta demanda no verão. 

Os players do mercado estarão atentos ao relatório mais abrangente da EIA para corroboração dos dados, bem como para avaliação das novas tendências dos preços.

Não obstante, a reabertura da Europa ganhou mais força depois da confirmação dada pelo  primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, sobre o cancelamento das regras de bloqueios nas próximas 7 semanas, uma vez que a vacinação avança a bom ritmo, estando a caminho novas medidas para o relaxamento das restrições na mobilidade de pessoas e bens. A Alemanha também deverá suspender as restrições nesta semana para as pessoas já vacinadas.  A Comissão Europeia também propôs aos Estados membros a necessidade de se aprovar a entrada no bloco económico para aqueles que já receberam uma vacina aprovada pela UE.

O mercado espera uma recuperação na demanda nos EUA e na Europa para compensar a destruição da demanda provocada pela pandemia na Ásia, onde países como Índia e Japão ainda estão a se recuperar do aumento do número de infecções e fatalidades. (Platts).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes