Sábado, Novembro 26, 2022

Must read

Mais Artigos

Preços do Crude Caem em Meio das Negociações da OPEP+

Os contractos futuros do crude foram negociados em baixa nesta manhã, em meio das deliberações da OPEP+, sobre a possibilidade de se manter o actual nível de corte de produção por mais um mês, quando vários países verificaram um aumento acentuado nas infecções por coronavírus.

O ICE Brent para entrega em Setembro caiu $0,44/bbl (1,02%) e foi comercializado a $42,80/bbl, enquanto que  o contracto do petróleo leve NYMEX WTI para entrega em Agosto baixou  $0,43/bbl (1,06%) e foi comercializado a $40,12/bbl.

O aumento dos stocks nos EUA e a perspectiva de uma segunda vaga de contágio em todo o mundo acrescentaram especulações de que a OPEP+ poderá ainda tomar uma decisão surpresa esta semana, estendendo os cortes de 9,6 mbpd por mais um mês. No entanto, parece-nos ser pouco provável, uma vez que os preços quase dobraram em relação às baixas registradas em Abril. 

O Comitê Conjunto de Monitoramento Ministerial da OPEP+ decidirá em 15 de Julho se deve estender os cortes de 9,6 mbpd que expiram no final de Julho para mais 1 mês. É visível os sinais de recuperação nas principais economias, fontes familiarizadas com as negociações indicam que uma extensão é improvável, o que fará com que a OPEP+ avance conforme planeado para um corte de 7,7 mbpd em Agosto.

Todavia, os EUA registraram mais de 60.000 novas infecções por coronavírus por dia, elevando seu número total de casos acima de 3,3 milhões. O Brasil, Índia e África do Sul também relataram um aumento de casos. O número crescente de infecções provavelmente continuará a pesar no sentimento do mercado, à medida que os governos avaliam a viabilidade de mais restrições na mobilidade de pessoas e bens, obscurecendo as perspectivas de demanda no curto prazo.

Por outro lado, a Líbia, que detém as maiores reservas de petróleo em África, levantou força maior sobre os carregamentos de petróleo, mas o Exército Nacional da Líbia, um dia depois, prometeu manter um bloqueio até que suas demandas sejam atendidas.

A produção de petróleo da Líbia caiu cerca de 70 -100.000 bpd nos últimos meses, de mais de 1,1 mbpd antes da imposição do bloqueio em Janeiro. Qualquer aumento de curto prazo nas exportações de petróleo da Líbia provavelmente adicionará um outro nível indesejado de incerteza do lado da oferta em um ponto extremamente crítico na fase de recuperação dos preços do petróleo. (Platts).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes