Segunda-feira, Novembro 28, 2022

Must read

Mais Artigos

Preços do Petróleo Recuperam com a Desvalorização do Dólar

Os contratos futuros do petróleo estiveram em alta durante as negociações do meio da manhã desta terça-feira, 27 de Julho, fruto do  enfraquecimento do dólar norte-americano estimulando a atividade de compra, mas ainda assim, o sentimento de alta do mercado foi limitado pelo  número crescente de casos de Covid-19. 

O contrato futuro do Brent para entrega em Setembro subiu $0,46/bbl (0,62%) em relação ao fecho anterior e foi comercializado a $74,96/bbl, enquanto o contrato de petróleo leve doce da NYMEX WTI também para entrega em setembro subiu $0,35/bbl (0,49%)  e foi comercializado a $72,26/bbl. 

O aumento nos preços do crude ocorre em meio à depreciação do dólar norte-americano antes da reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto do banco central dos EUA, com o índice ICE do dólar norte-americano sendo negociado a 92,61, uma queda de 0,35% em relação ao fecho de 23 de julho.

Um dólar mais fraco torna os activos denominados em dólares, como os preços futuros do petróleo, mais atrativos para os compradores que detêm moeda estrangeira, e aumenta o apetite por esses ativos. No entanto, a rápida disseminação da variante Delta do coronavírus criou um risco significativo de queda para o mercado de petróleo, pois aumentou a perspectiva de restrições de mobilidade ampliadas e mais rigorosas.

Os novos casos de COVID-19 têm aumentado na América, Ásia e na Europa há algumas semanas, mas o sentimento do mercado de petróleo já começa a se deteriorar à medida que as infecções aumentam nos países consumidores de energia. Espera-se um aumento de 0,8% na utilização das refinarias dos EUA, o que fez com que os stocks de petróleo comercial do país caíssem 2,5 MMBBLS  para 437,2 MMBBLS na semana encerrada em 23 de Julho. Os stocks de produtos refinados dos EUA também tiveram uma queda na semana em análise, com os stocks totais de gasolina em baixa de cerca de 1,3 MMBBLS, cifrando-se em 235,1 MMBBLS e os stocks de produtos destilados caíram 1,6 MMBBLS para 139,4 MMBBLS.

O mercado aguarda pelos dados do inventário mais abrangente do American Petroleum Institute e da Energy Information Administration, que serão divulgados em 27 e 28 de Julho, respectivamente.

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes