Quarta-feira, Dezembro 7, 2022

Must read

Mais Artigos

Preços Futuros do Petróleo Sobem Durante a Janela de Comercialização na Ásia com Possível Cessação das Isenções de Compras do Crude Iraniano

Os contractos futuros de crude subiram mais de 2%, mais de $2/barril, tanto para o Brent quanto para o WTI durante a janela de comercialização da Ásia na tarde de segunda-feira, devido a especulações referentes a uma possível suspensão da permissão de compra do crude iraniano que se encontra sob sanções americanas.

Às 14h:48 (horário de Singapura), os futuros do Brent para entrega em Junho subiram $1,62 (2,29%), para $73,62/barril, tendo atingido o preço mais alto de $74,31 a meio da manhã; enquanto o contracto para entrega em Maio do WTI ganhou $1,41 (2,20%) e foi comercializado a $65,41/barril, e atingiu o preço mais alto de $65,87/barril.

Espera-se que o Departamento de Estado dos EUA anuncie que todos os países terão de acabar com suas importações de petróleo iraniano ou ficar sujeitos às sanções dos Estados Unidos. Isto pode ser definido como uma escalada da campanha de pressão máxima da administração Trump, que busca forçar Teerã a acabar com seu comportamento ilícito em todo o mundo.

As duras sanções dos EUA às exportações iranianas de petróleo irão restringir ainda mais o fornecimento de petróleo bruto no 2º trimestre de 2019, fazendo com que as expectativas optimistas do mercado impulsionassem os preços do crude, já que os comerciantes deliberaram sobre o aperto da oferta no próximo trimestre.

Os EUA concederam isenções de 6 meses em Novembro à China, Grécia, Índia, Itália, Japão, Coreia do Sul, Taiwan e Turquia. Três dos 8 países já zeraram suas importações de petróleo iraniano. No entanto, os analistas esperam que a maioria dos grandes compradores receba novas isenções, mas em volumes menores.

A PETROANGOLA estima que as exportações do Irão cairão para 950.000 bpd no 3º trimestre e para 800.000 bpd em Novembro 2019. A pressão dos EUA em direcção à zero exportações sobre o Irão poderá ser acompanhada de um aumento na produção da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos. Os EAU são o 3º maior produtor da OPEP, com uma produção estável de 3,05 mbpd. (Platts).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes