Sexta-feira, Dezembro 9, 2022

Must read

- Publicidade -spot_img

Mais Artigos

Pressão na Oferta Faz Disparar os Preços do Crude

Os preços futuros de petróleo bruto foram comercializados em alta na janela de vendas desta manhã de 25 de maio, uma vez que os problemas na oferta continuaram a sustentar o mercado.

O contrato futuro da ICE Brent para entrega em Julho subiu $1,14/bbl (1%) e fixou-se em $114,70/bbl, enquanto o contrato de petróleo light sweet da NYMEX WTI também para entrega em Julho subiu $1,16/bbl (1,06%) e foi comercializado a $110,93/bbl.

As preocupações com a falta de oferta continuaram a dominar os mercados de petróleo, apesar dos sinais de que um acordo em toda a UE para proibir as importações de petróleo russo parecia cada vez mais improvável.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que não esperava que um acordo fosse alcançado na cúpula do Conselho Europeu que acontecerá de 30 a 31 de Maio, embora tenha acrescentado que uma proibição poderia ser introduzida “em questão de semanas”. Com proibições explícitas à importação de petróleo russo nos EUA e no Reino Unido, e empresas de petróleo relutantes em comprar mesmo sem obstáculos legais formais, as auto-sanções ainda estão a causar escassez de oferta. O peso dos consumidores na bomba é resultado do subinvestimento na capacidade de refino,  uma vez que fornecer mais petróleo não aliviará o aperto no fornecimento de gasolina e diesel. O problema é muito mais complexo do que apenas trazer barris para o mercado, uma vez que não há escassez de petróleo. O problema são os produtos refinados, que é algo mais ligado à falta de investimentos nos últimos 2 anos relacionados ao aumento da capacidade de refino.

Há uma grande probabilidade dos bancos centrais em todo o mundo continuarem a optar pelo  caminho de aperto da política monetária com a inflação ainda chegando a níveis significativamente altos. Mais amortecimento do crescimento pode aparecer nos próximos meses, já que nenhum sinal de alívio nas impressões de inflação elevada até agora se traduziu em pressão para os bancos centrais continuarem com seu processo de aperto.

Os preços do são negociados no curto prazo com base nos sinais conflitantes do mercado. Os swaps do petróleo Dubai e os spreads intra-meses foram maiores na manhã de hoje em relação ao fecho anterior. O swap de Julho do Dubai foi vendido a $104,92/bbl, um aumento de $2,03/bbl (1,97%) em relação ao fecho anterior. 

O spread inter-mensal do swap de Junho-Julho do grade Dubai foi fixado em $2,99/bbl às 10h, uma alta de $0,1/bbl no mesmo período, e o spread inter-mensal Julho-Agosto foi fixado em $2,51/bbl, uma alta de $0,7/bbl. O EFS de Julho Brent/Dubai foi fixado a $9,90/bbl, registando uma queda de $0,13/bbl.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes