Domingo, Agosto 14, 2022

Principais Indicadores do Mercado Petrolífero Semana (27-04/01-05)

Must read

O mercado de petróleo bruto começou a semana de forma firme, com negociações de venda a spot para os carregamentos do mês de Junho nos mercados do Médio Oriente e da Ásia, que deverão encerrar nos próximos dias. 

Os contractos futuros do ICE Brent para entrega em Junho estão a ser negociados numa média de 21,23/bbl,  aumento de $0,33/bbl em relação ao preço do fecho da semana passada.  

Médio Oriente  

Verificou-se uma queda de $0,11/bbl nos contractos futuros do grade Dubai para a entrega em  Junho, tendo sido comercializado ao preço de $26,18/bbl.  Os spreads intercalares foram mais fortes entre os meses de Maio e Junho, somando um diferencial de $2,88/bbl; espera-se um diferencial de $1,27/bbl.  

O mercado de crude azedo do  Médio Oriente tenta encerrar as negociações de Junho na última semana do mês, e aguardar os preços oficiais de venda dos produtores para o próximo ciclo. Todavia, as  negociações podem ser adiadas devido ao aumento da oferta registrado na semana passada, em resposta ao cancelamento de várias propostas por parte dos compradores.  

A disponibilidade de grades brutos do  Médio Oriente para venda spot revelam uma súbita escassez, causada pela falta de espaço para armazenagem de crude, factor que tem inviabilizado a economia do mercado desde o início do 1º trimestre de 2020.  

O grade Umm Lulu de Abu Dhabi tem enfrentado sérias dificuldades, uma vez que  os vendedores do  Médio Oriente não conseguem encontrar destinos para os barris. Os carregamentos disponibilizados ao mercado asiático pela empresa espanhola Cespa na passada sexta-feira, foi vendido a um desconto de $0,5/bbl, abaixo do habitual   prêmio de $0,10/bbl. 

Ásia-Pacífico 

Os traders do mercado asiático estiveram atentos às negociações de condensados de North West Shelf, tendo em conta que os 4 carregamentos do programa de levantamentos para o mês de Junho não foram vendido. 

O grade  Labuan da Malásia está a ser comercializados a preços baixos, com recordes de descontos, forçando os traders na busca de negociações subsequentes para outros tipos de  petróleo doce da Malásia, como o Kimanis crude. 

Na semana passada, a Pertamina da Indonésia disponibilizou um  carregamento do grade Banyu Urip para  entrega em Julho, mais ainda  assim, espera-se ver  uma adjudicação da proposta  face à fraca demanda  na  região. 

As ofertas  para o petróleo brasileiro Lula aumentaram de $1/bbl, estando a ser comercializada a um desconto de $5/bbl em relação aos contractos futuros do ICE Brent, em resposta ao aumento das taxas de  frete, tendo as refinarias independentes da china como as principais interessadas. 

As preocupações com o armazenamento prevalecem, uma vez que a estrutura do mercado  permanece em contango profundo. Espera-se uma recuperação lenta da demanda à medida que os países diminuem gradualmente  os bloqueios  e  reabrem as suas economias.  A preocupação com o excesso de oferta  permanecem, uma vez que os cortes de produção OPEP+ dificilmente irão compensar  o declínio significativo na demanda. (Platts).

- Advertisement -spot_img

Mais Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes