Sexta-feira, Dezembro 9, 2022

Must read

- Publicidade -spot_img

Mais Artigos

Queda Acentuada nos Preços do Barril de Petróleo Reflectem Sentimento de Risco do Mercado

Os preços futuros do petróleo bruto caíram acentuadamente no meio da manhã desta terça-feira, 10 de Maio, estendendo declínios acentuados da noite para o dia, à medida que temores de recessão, obstáculos à proibição da União Europeia ao petróleo russo e a disseminação contínua do Covid-19 na China impactaram negativamente as vendas em todo o mundo. 

O contrato futuro da ICE Brent para entrega em Julho caiu $1,30/bbl (1,23%) e fixou-se em $104,64/bbl, enquanto o contrato de petróleo leve NYMEX WTI para entrega em Junho caiu $1,24/bbl (1,2%) e foi comercializado a $101,85/bbl.

Ambos os benchmarks do crude caíram cerca de $7/bbl durante a noite, maior queda em um dia desde o final de Março, com uma confluência de factores de baixa, fazendo com que os mercados financeiros sofressem uma redução nas transações. No entanto, a rápida precificação dos riscos de recessão global levaram os bancos centrais a elevarem as taxas de juros, numa altura em que a possibilidade de uma resolução rápida para um projeto da UE de proibir o petróleo russo ainda permanece remota, já que a Hungria, estado-membro, continuou a se opor ao plano. O pessimismo e especulações voltaram a afectar os mercados, face às novas restrições de mobilidade na China. O país asiático continua a combater a disseminação do vírus da Covid-19 dentro das suas fronteiras. 

No entanto, a OPEP+ continua a lutar para aumentar a produção para os níveis prometidos, provavelmente limitando a escala de qualquer queda nos preços do petróleo. A produção de petróleo bruto da OPEP+ caiu para um mínimo de 6 meses para 41,58 mbpd em Abril. A diferença entre a produção da OPEP+, uma vez que as quotas aumentaram cerca de 2,59 mbpd, já que 13 dos 19 países continuam com dificuldades em atingir suas metas de produção. O déficit impulsionou o cumprimento das quotas do grupo para 220,3%, ilustrando como as sanções à Rússia, juntamente com as restrições de capacidade enfrentadas por vários membros erodiram a capacidade da aliança de equilibrar o mercado, mesmo com o contínuo aumento das metas de produção mensais.

Os swaps do petróleo  Dubai e os spreads inter-mensais foram mais baixos nesta manhã de comércio. 

O swap do Dubai para o mês de Julho fixou-se em $95,77/bbl, uma queda de $7,37/bbl (7,15%) em relação ao fecho  anterior. O spread inter-mensal do swap de Junho-Julho do Dubai foi fixado em $2,39/bbl, inalterado em relação ao último fecho, e o spread inter-mensal de Julho-Agosto foi fixado em $1,44/bbl, uma queda de $0,45/bbl.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes