Domingo, Outubro 2, 2022

WTI Atinge Maior Baixa Dos Últimos 18 Anos Devido ao COVID-19

Must read

Os contractos futuros de petróleo caíram pela 3ª sessão consecutiva, uma vez que a propagação do COVID-19 traz consigo incerteza econômica, diminuindo as perspectivas da demanda. 

Os contractos do ICE Brent para entrega em Maio fecharam com uma queda de $3,85/bbl e foi comercializado ao preço de $24,88/bbl. Enquanto que o contracto de petróleo leve NYMEX (WTI) para entrega no mês de Abril caiu $6,58/bbl e foi comercializado ao preço de $20,37/bbl. 

O mercado apresenta elevada incerteza com a disseminação do coronavírus, obviamente, que o mercado continua à procura de algum tipo de garantia para o breve término desta pandemia. Porém, verifica-se que a situação tende a piorar. As preocupações com a perda de empregos e falências de empresas continuam a aumentar a cada dia que passa. 

O Brent registrou uma queda de 13,4%, representando o menor nível desde Maio de 2003, enquanto que o WTI caiu mais de 24% em relação ao fecho da última terça-feira e fregistrou o nível mais baixo desde Fevereiro de 2002. 

Os preços do petróleo parecem estar em uma luta contra um monstro de três cabeças que é uma recessão global, representando um dilúvio de excesso de oferta e destruição de demanda. Com os cancelamentos das companhias aéreas e com os bloqueios sociais que provavelmente irão permanecer em vigor por pelo menos 1 mês, o petróleo parece ter apenas uma direção a seguir. 

Os preços do petróleo caíram em mínimos nas negociações de pós-mercado, com os mercados de acções dos EUA em recuperação dos pontos baixos da sessão. O Dow Jones Industrial Average, que caiu cerca de 2.400 pontos no encerramento das vendas, subiu 1.000 pontos e terminou com uma queda de 1.340 pontos. 

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que seu governo invocaria a Lei de Produção de Defesa como parte de sua resposta ao surto de coronavírus. O acto concede à Presidência uma autoridade abrangente para regular a economia, a fim de promover a defesa nacional. O presidente invocou poderes de emergência, e a Lei de Produção de Defesa levantou mais perguntas do que respostas sobre como o presidente Norte-Americano usará esses poderes, face a muita incerteza no mercado e, por causa dessa incerteza, ainda não se chegou ao fundo do poço. 

Para além da pressão de queda dos preços, a fraca demanda das refinarias e o retorno da produção de petróleo bruto para 13,1 mbpd, os estoques de petróleo dos EUA subiram para 1,96 mbpd na semana passada, como mostraram os dados da Administração de Informações de Energia dos EUA na última Quarta-feira. Os preços do petróleo já encontravam-se sob pressão da noite para o dia, após que o Ministério da Energia da Arábia Saudita instruiu a Saudi Aramco a continuar com o fornecimento 12,3 mbpd de petróleo bruto ao mercado durante os próximos meses. 

Esta foi uma expansão de sua directiva no início deste mês, para a empresa fornecer 12,3 mbpd de petróleo ao mercado em Abril, quando sua quota de produção da OPEP expirar, cerca de 25% acima dos níveis actuais, pois o Reino Saudita não mostrava sinais de recuo em sua guerra de preços com a Rússia. A Aramco pode bombear petróleo com sua capacidade máxima de 12 mbpd por 1 ano sem nenhum novo investimento, de acordo com o seu CEO nesta semana. Os restantes 300.000/bbl serão retirados da vasta rede global de armazenamento da empresa. (Platts).

- Advertisement -spot_img

Mais Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes