Sexta-feira, Dezembro 9, 2022

Must read

- Publicidade -spot_img

Mais Artigos

Dívidas Levam a Sasol a Vender Participação no Gasoduto em Moçambique

A Empresa sul africana fabricante de produtos químicos – Sasol, decidiu vender 30% da sua participação no gasoduto Rompco, que sai de Moçambique à África do Sul. A transação permitiu com que a companhia arrecadasse cerca de $361 milhões, a fim de desfazer-se das dívidas contraídas num projecto de alto escalão de produtos químicos nos EUA.

A venda parcial da participação no gasoduto, faz parte do programa de alienação acelerada dos activos, levado a cabo pela empresa, de formas a reduzir o défice orçamental e reduzir os custos de desenvolvimento. Não obstante, a Sasol continua a deter uma participação de 20% no gasoduto Rompco. Espera-se que o negócio entre em vigor no 2º semestre de 2021, e compreende downpayment no valor de $290 milhões, e o remanescente deverá ser pago até Junho de 2024.

A alienação teve como beneficiário um consórcio de empresas, que inclui a Reatile Group Pty Ltd – empresa de investimento sul-africana focada em energia e petroquímica, juntamente com o IDEAS Fund – fundo de ações de infraestruturas administrado pela African Infrastructure Investment Managers Ltd., subsidiária do grupo Old Mutual.

O gasoduto Rompco transporta gás natural dos campos de Pande e Temane em Moçambique, para as bases de operações da Sasol na África do Sul. A transacção proposta está sujeita à renúncia ou exercício de direitos de preferência por parte dos accionistas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes