Quarta-feira, Setembro 28, 2022

Refinaria Sul Africana Encerra as Operações por Falta de Petróleo Bruto

Must read

A Sasol, a maior produtora de combustível da África do Sul, foi forçada a declarar força maior nas entregas de produtos refinados devido aos atrasos no fornecimento de petróleo à sua refinaria Natref, localizada a cerca de 100 km de Joanesburgo e que possui uma capacidade de processamento de 108 KBPD.  

De acordo com a empresa sul africana, os atrasos nas entregas afectaram a disponibilidade de matéria-prima de petróleo para o processamento na fábrica de Natref de Sasolburg, resultando na interrupção temporária das actividades, o que suscitou preocupações de escassez de gasolina e gasóleo no país da África Austral onde 60% dos produtos combustíveis são importados. 

A paralisação das actividades na refinaria Natref significa que agora toda a capacidade de refinação de petróleo da África do Sul está actualmente fora de serviço. Tendo em conta actual situação, a Sasol Oil não estará em condições de cumprir integralmente os seus compromissos no fornecimento de todos os derivados do petróleo a partir de julho de 2022, no entanto, espera-se que o problema seja resolvido em breve e que a refinaria possa retomar a produção em plena capacidade até o final do corrente mês. 

Outras refinarias sul africanas interromperam a produção desde a eclosão da Covid-19, seja por causa das restrições a mobilidade ou por problemas operacionais, apenas a produção de combustível sintético da Sasol usando carvão como matéria-prima, da qual a África do Sul tem grandes quantidades, permanece totalmente operacional. 

Apesar do elevado volume de vendas registadas no mercado futuro de petróleo nos últimos meses devido aos crescentes temores de recessão económica em todo mundo, o mercado físico global de petróleo permanece apertado, já que o conflito Rússia – Ucrânia e as proibições ocidentais ao petróleo russo aumentaram os fluxos comerciais.  

Actualmente, a capacidade global de refino também se encontra limitada, pois muitas economias desenvolvidas, incluindo os Estados Unidos, viram a sua capacidade de refino diminuir desde o início de 2020 em virtude da pandemia da covid-19. Os EUA, em particular, perderam mais de 1 MBPD de capacidade de refino nos últimos 2 anos.

- Advertisement -spot_img

Mais Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes