Terça-feira, Agosto 9, 2022

Refinarias Africanas Retomam Actividades

Must read

A Refinaria N’djamena no Chade está a fornecer remessas diárias regulares de butano em combinação com as importações, o fornecimento é suficiente para cobrir a demanda doméstica, com preocupações recentes sobre a escassez de butano no país. 

Enquanto isso, as exportações de combustível de aviação da refinaria em Alexandria/Egipto caíram cerca de 31%/mês para 32.960 T em Julho. O Egipto reabriu as suas fronteiras para todos os voos internacionais após uma suspensão de 3 meses para conter a propagação do coronavírus. 

A Midor forneceu 103.049 T de gasolina para a estatal egípcia General Petroleum Corporation em Julho, um aumento de 60% em relação a Junho, tornando-se no segundo mês consecutivo em que as vendas para o fornecedor domèstico de combustível no país aumentaram após uma atenuação nas restrições de deslocamento em Julho. A actividade de processamento no Egipto subiu  para cerca de 40% acima dos  20-30% alcançados em Junho. 


Upgrade e Manutenção das Refinarias Existentes 


Construção de Novas Refinarias

A estatal argelina Sonatrach espera comissionar a refinaria Hassi Messaoud no 2º semestre de 2024, um ligeiro atraso em relação ao cronograma anterior, a construção foi  lançada no início de 2020 e após concluída, irá aumentar a capacidade de processamento do país para 31 TM. A empresa celebrou o contracto com o consórcio espanhol e Sul-Coreano Technicas Reunidas Samsung Engineering para construir Hassi Messaoud com uma estimativa de entrega no 1º semestre de 2024. 

O projecto da nova refinaria de Angola na província de Cabinda deverá receber uma decisão final de investimento, com a construção formal do local marcada para começar em Agosto. Angola precisa urgentemente cortar sua dependência de combustíveis importados, e o governo tem trabalhado para construir uma nova planta, juntamente com a expansão da capacidade da refinaria existente em Luanda. A Gemcorp assinou um contracto com a estatal Sonangol em Janeiro, para construir a refinaria com capacidade de 60.000 bpd. A primeira fase do projecto da refinaria de Cabinda será concluída no final de 2021,com uma capacidade inicial de 30.000 bpd.  

Uma capacidade adicional de 30.000 bpd será adicionada em uma segunda fase, junto com a instalação de um reformador que irá converter a nafta de destilação direta em gasolina. Também planeia-se  adicionar um hidrocraqueador até 2023. 

A fase preliminar da construção, que compreendia o desmatamento e preparação do local para 38 hectares de terra junto com o Front End Engineering and Design, está concluída. O início da refinaria de Dangote em Lagos, Nigéria, considerada a maior da África, provavelmente será adiada até o final de 2021. As medidas rígidas de bloqueio do coronavírus em vigor em Lagos tiveram algum efeito de amortecimento no progresso, a administração, no entanto, tomou providências máximas para moderar este efeito, enquanto todas as tentativas serão feitas no futuro para recuperar muito do tempo perdido agora. A planta estaria pronta no início de 2021 e atingiria a capacidade total em 6 meses. Mas, devido às medidas de bloqueio, o trabalho foi afectado e a data de lançamento foi adiada para o final do ano, a data de partida desta refinaria foi adiada repetidamente, depois que a empresa anunciou o projecto pela primeira vez em 2013. (Platts).

- Advertisement -spot_img

Mais Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes