Terça-feira, Agosto 9, 2022

Reporte sobre o Estado das Refinarias em África

Must read

Os trabalhos de manutenção das refinarias em África continuam em curso, sendo que entrarão em funcionamento novas refinarias e melhorias em algumas já existentes. 

A refinaria de Luanda continua completamente parada devido aos trabalhos de manutenção que tiveram início em Outubro último. Era expectável que as reparações durassem cerca de 45-60 dias, mas foram prolongadas devido algumas insuficiências registradas.

A única refinaria do Gana “Tem” está fora de serviço desde 29 de Novembro por falta de stock de crude. Espera-se que o próximo carregamento seja feito com a maior brevidade possível, uma vez que antes desta paragem a refinaria estava apenas processar 28.000 bpd de crude proveniente da Nigéria. Nos últimos anos a refinaria tem enfrentado várias paragens intermitentes devido as unidades de CDU e Cracking catalítico.

A refinaria “Limbe” dos Camarões continua não operacional e os trabalhos de manutenção, melhorias e reinício das operações foram adiados para o Iº trimestre de 2019. A manutenção que cmeçou em Abril de 2018 inclui trabalhos e projectos que objectivam aumentar a capacidade da refinaria de 45.000 bpd para 72.000 bpd.

A refinaria Warri da Nigéria já está em funcionamento após uma paragem programada em conjunto com as outras duas refinarias do Port Harcourt fechadas em Outubro último. No entanto, os trabalhos de melhoramento, actualização e aumento da capacidade de processamento da refinaria não foram realizados segundo uma fonte da NNPC. As duas plantas de Port Harcourt permanecem offline sem indicação de quando serão reiniciadas.

A refinaria da Líbia “Zawiya”, com uma capacidade de 120.000 bpd, encontra-se actualmente a operar apenas com uma das suas duas unidades de destilação atmosférica. A refinaria operava em plena capacidade até Outubro, mas a situação de segurança nos campos petrolíferos e a deterioração das infra-estruturas, levaram a retirada em funcionamento de uma das unidades de destilação.  A National Oil Crporation da Líbia, iniciou conversações com parceiros com objectivo de reiniciar a refinaria de Ras Lanuf fechada em 2013.

A refinaria “Indeni”, na Zâmbia, seria submetida a uma paragem planejada de 4 semanas em Outubro último. O governo zambiano está actualmente a trabalhar no processo de venda da refinaria para investidores privados, sendo que já foram seleccionadas 5 empresas. A refinaria Indeni foi construída na década de 1970 e tem necessidades urgentes de reabilitação.

- Advertisement -spot_img

Mais Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes