Segunda-feira, Novembro 28, 2022

Must read

Mais Artigos

Países da África Subsariana Pretendem Instalar 1,2 GW de Energia Renovável até 2021

Os países da África Subsariana investiram cerca de $2,8 biliões em projectos de energias renováveis na durante o ano 2018, um recorde regional de cerca de $600 milhões acima do investimento feito em 2017. 

África Subsaariana é  testemunha de como as tecnologias mais baratas, familiaridade com investidores e sistemas de subsídios estão a ajudar a energia limpa a se espalhar por todo o continente. 

Os dados divulgados mostram um investimento na região superior a $2 biliões pelo 3ª ano consecutivo. 

Muitos projectos solares em escala de utilidade estão a ser desenvolvidos em países que não construíam muitas infraestruturas de energias renováveis até o momento. 

Espera-se que cerca de 1,2 GW de energia fotovoltaica fique online em 2021 com excepção da África do Sul que é líder em energias renováveis no continente Africano. As metas e os incentivos são apoiados pela assistência de multilaterais, que continuam a ser uma importante fonte de financiamento e ajuda na implementação de energia renovável. 

O programa Scaling Solar do Banco mundial, por exemplo, concedeu pouco menos de 400 MW de capacidade fotovoltaica entre 2015 e 2018, equivalente a 39% do total instalado fora da África do Sul no mesmo período. 

Há muito que a energia é comercializada no sul de África, e as nascentes centrais de energia no leste e oeste da África permitirão que os países troquem excedentes de eletricidade através das suas fronteiras. Mas a falta de investimento privado em infraestruturas de transmissão, mercados de energia concentrados e frotas de pequena geração dificultará o seu crescimento. 

Os desenvolvedores que têm acesso a garantias e moedas fortes, reduzem as barreiras ao investimento, mas as percepções de risco são altas de que o acesso ao financiamento local para energias renováveis em larga escala permanece uma perspetiva distante. 

No entanto, a escassez recorrente de energia hidro-elétrica  e um afastamento do financiamento do carvão por financiadores como o Banco Africano de desenvolvimento estão a aumentar a atractividade da energia limpa em África. (Renewableenergyworld).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes