27.8 C
Luanda Province
Segunda-feira, Abril 15, 2024
 

Etu Energias Aposta na Produção de Lubrificantes

A maior empresa privada do sector dos petróleos em Angola, Etu Energias, lançou a sua primeira linha de lubrificantes, com o propósito de expandir a sua actuação no sector do downstream e apostar na qualidade e disponibilidade destes produtos a nível do mercado doméstico, numa altura em que mais de 80% das necessidades de consumo interno de lubrificantes são atendidas por produtos importados.  

Numa primeira fase a empresa disponibiliza ao mercado 07 soluções de lubrificantes para veículos de passageiros, veículos comerciais, equipamento de construção, embarcações marítimas, maquinaria industrial, unidades de produção de energia, operações mineiras e aplicações especiais. 

A actuação no segmento dos lubrificantes  é fruto duma parceria estabelecida com a Glide Technology Sdn Bhd, que visa contribuir para o desenvolvimento da Etu Energias, alinhada com às melhores práticas da indústria de energia global.  O acordo também prevê a construção de uma fábrica de lubrificantes em Angola, com capacidade para produzir 1.000 toneladas/mês, o que deverá contribuir para esforços da Etu Energias de alcançar uma participação de mercado de 25% até 2029. 

Segundo o PCA da Etu Energias, Edson Dos Santos, os lubrificantes da Etu Energias são altamente competitivos em termos de qualidade, preço e desempenho, sendo que abastecerão a crescente rede de postos de combustíveis da empresa, melhorando o fornecimento e reduzindo as importações de lubrificantes no país.    

A linha de lubrificantes da Etu Energias é certificada pelo American Petroleum Institute (API) e foi concebida a pensar na sustentabilidade, sendo que os produtos possuem na sua composição fórmulas amigas do ambiente que promovem a eficiência no consumo de combustíveis, reduzem as emissões e minimizam o impacto ambiental, garantindo um futuro mais verde e sustentável para todos. 

A Etu Energias é operadora de 06 blocos petrolíferos em Angola, nomeadamente 2/05, FS, FST, CON1, CON2 e CON8. Além disso, a empresa almeja tornar-se um player internacional em campos maduros e operações em águas profundas, alcançando um nível de produção de 80 KBPD até 2030.

Subscreva

- Obtenha acesso total aos nossos conteúdos premiums

— Publicidade —

Recentes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui