24.8 C
Luanda Province
Segunda-feira, Fevereiro 26, 2024
 

Europa Poderá Encerrar o Seu Maior Campo de Gás 

O governo holandês pretende fechar o maior campo de gás da Europa ainda neste ano, devido às preocupações de segurança nacional, apesar dos grandes problemas de fornecimento que o bloco europeu enfrenta actualmente.  

O campo de gás Groningen, localizado na região nordeste da Holanda, perto da fronteira com a Alemanha, tem produzido apenas uma fracção de sua capacidade. Ainda assim, a produção continuou enquanto o governo estava sob pressão para aumentar a extracção desta commodity no verão passado, quando a invasão da Rússia à Ucrânia causou uma grande escassez de gás na Europa.  

A produção do campo, operado pela joint venture Shell-Exxon, foi substancialmente reduzida e havia planos para eliminar a produção por completo por conta do aumento da actividade sísmica nas proximidades do campo, mesmo antes do início da crise de energia em 2021. 

Anualmente registou-se cerca de 100 terremotos naquela área desde a década de 1980, com mais de 160.000 reclamações por danos à propriedade. Os mais fortes registaram magnitudes de até 3,6 na escala de Richter, com efeitos ampliados por causa do fraco solo  e dos tremores próximos à superfície. 

Como os preços do gás começaram a subir no outono de 2021 e atingiram níveis recordes na primavera de 2022, surgiram as especulações de que a Holanda poderia manter o campo em operação de forma a contribuir para preencher a lacuna no fornecimento de gás deixada pelas entregas dos gasodutos russos. 

No entanto, um inquérito parlamentar está definido para confirmar que os governos anteriores encobriram o facto de que a extracção de gás estava a causar terremotos e as conclusões serão apresentadas no próximo mês. 

O governo holandês reservou cerca de $9,5 biliões para resolver as reivindicações de danos até 2028, ao mesmo tempo em que pretende fornecer incentivos às empresas para desenvolver novos campos no Mar do Norte. Estima-se que um extra de 1 bilião de metros cúbicos poderia ser produzido dentro de 3 anos, e um adicional de 2 a 4 biliões de metros cúbicos após 5 anos.

SourceOilPrice

Subscreva

- Obtenha acesso total aos nossos conteúdos premiums

Recentes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui