26 C
Luanda Province
Segunda-feira, Julho 15, 2024
 

Guiana – O Novo Hotspot do Oil & Gas

A ex-colônia britânica – Guiana, com menos de 1 milhão de habitantes, emergiu como uma potência de combustíveis fósseis, devido a uma série de descobertas de petróleo de alto grau no Bloco Stabroek, localizado offshore daquela zona promissora.

A empresa ExxonMobil liderou essas descobertas, elevando os recursos petrolíferos estimados do país para mais de 11 biliões de barris. Embora o Bloco Stabroek seja responsável pelo surgimento da Guiana como um hotspot do sector petrolífero, a história não se limita a esse bloco. A Guiana continua a fazer novas descobertas de petróleo, com a recente descoberta da CGX Energy, feita através do  poço Wei-1, localizado no Bloco Corentyne. Essa descoberta promissora é um bom presságio para impulsionar ainda mais o boom do petróleo da Guiana.

Além disso, a CGX também descobriu petróleo no poço Kawa-1, que confirmou a presença de consideráveis recursos de hidrocarbonetos no Bloco Corentyne. Estima-se que todo o bloco contenha recursos prospectivos entre 1,7 bilião a 10,7 biliões BOE. Essas descobertas no Bloco Corentyne reforçam a ideia de que o potencial petrolífero da Guiana se estende além do Bloco Stabroek, abrangendo também o Bloco 58, no Suriname. Segundo a CGX, a descoberta no poço Kawa-1 revelou a presença de cerca de 54 m de reservatórios contendo hidrocarbonetos nos horizontes de Maastricht, Campânia e Santoniano, com base na avaliação inicial dos dados de Logging While Drilling (LWD).

Esses resultados da CGX são particularmente importantes para a Frontera Energy, parceira da CGX e detentora de participações significativas nos blocos Corentyne e Stabroek. Além disso, a gigante espanhola de energia Repsol tem interesse em encontrar petróleo no Bloco Kanuku, vizinho do Bloco Corentyne, e as descobertas da CGX fornecem encorajamento para seus esforços de exploração.

As descobertas no Bloco Corentyne também têm implicações para o Suriname, onde a TotalEnergies e a Apache fizeram descobertas comerciais no Bloco 58. Essas descobertas no Bloco Corentyne indicam que o Bloco 58 possui o potencial originalmente previsto, o que é promissor para o desenvolvimento futuro da região.

Essas descobertas contínuas de petróleo na Guiana e no Suriname têm levado a especulações de que o volume de petróleo na Bacia do Suriname pode ser muito maior do que inicialmente estimado. Isso tem despertado interesse em novas licitações de petróleo na Guiana e sugere um potencial considerável nas águas territoriais da região.

A descoberta feita pelo poço Wei também apoia a visão de que as águas rasas da Guiana contêm um potencial petrolífero considerável. Para o último leilão de petróleo da Guiana, lançado em Dezembro de 2022, há 14 blocos em oferta, compostos por 11 blocos de águas rasas e 03 blocos de águas profundas. A data para as inscrições foi adiada para meados de Julho de 2023. Isso desencadeou especulações consideráveis de que o volume de petróleo contido na Bacia do Suriname e da Guiana poderia ser muito maior do que o inicialmente previsto. Isso inclui a visão de que o corpo geológico contém mais petróleo do que os 2,8 biliões a 32,6 biliões de barris estimados pelo Serviço Geológico dos EUA.

Subscreva

- Obtenha acesso total aos nossos conteúdos premiums

Recentes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui