28.8 C
Luanda Province
Wednesday, May 29, 2024
 

Limite de Preços e Sanções aos Produtos Petrolíferos Russos Animam os Preços do Crude

Os contratos futuros do petróleo bruto estiveram limitados no meio da manhã de comércio desta segunda-feira, 6 de Fevereiro, enquanto o mercado monitora o impacto imediato do teto de preço do G7 e a proibição da UE sobre produtos petrolíferos russos que entraram em vigor no dia 5 de Fevereiro, bem como a abordagem cautelosa contínua da OPEP+ em aumentar os níveis de produção.

O contrato futuro da ICE Brent para entrega em Abril subiu $0,9/bbl  (0,11%) em relação ao fecho anterior e fixou-se em $80,03/bbl, enquanto o contrato de petróleo bruto light sweet da NYMEX WTI para entrega em Março sofreu um aumento de $0,4/bbl (0,05%) e foi comercializado a $73,43/bbl.

De acordo com a análise efectuada pela PetroAngola, verifica-se uma insegurança no seio dos traders em relação a regulamentação do limite de preço dos produtos refinados, bem como, o funcionamento e seu impacto nos diferentes segmentos do sector. 

O limite de preços dos produtos petrolíferos russos contou com o apoio do G7, UE e a Austrália, tendo se chegado ao acordo de um teto de preço limite de $100/bbl nas importações de produtos refinados russos que normalmente são negociados a prémio em relação ao petróleo bruto, como diesel, querosene e gasolina, e $45/bbl em produtos como óleo combustível, que geralmente são negociados com desconto em relação ao crude.

Novas sanções que proíbem países da UE de importar derivados de petróleo russos por via marítima também entraram em vigor a 5 de Fevereiro, depois que sanções semelhantes foram impostas ao petróleo russo em Dezembro último, como parte da contínua resposta global à guerra na Ucrânia.

Os analistas esperam que o mercado esteja volátil esta semana em meio à incerteza sobre o impacto de ambas as medidas nos preços.

Enquanto isso, a OPEP+ permanece cautelosa em sua posição sobre as quotas de produção de petróleo, com a Arábia Saudita, sende que a Arábia Saudita, líder do cartel aguarda por sinais mais claros de aumento da demanda antes de se comprometer em aumentar a produção de petróleo, uma vez que a restrição contínua da produção da OPEP+ deverá manter o mercado apertado. 

Espera-se que a oferta global de petróleo exceda a demanda até Maio, levando a aumentos de stocks que podem limitar os preços do petróleo. Os swaps de petróleo bruto de Dubai e os spreads intra-meses foram mistos. O swap de Abril de Dubai foi cotado a $75,97/bbl, representando uma queda de  $1,99/bbl (2,55%) em relação ao fecho anterior. 

O spread intra-mês do swap Março/Abril de Dubai foi fixado $0,65/bbl, uma queda de $0,1/bbl no mesmo período, e o spread intra-mês Abril/Maio foi fixado em $0,61/bbl, registando uma alta de $0,2/bbl. O Brent/Dubai EFS para o mês de Abril foi fixado em $4,10/bbl, representando uma alta de $0,15/bbl.

SourcePlatts

Subscreva

- Obtenha acesso total aos nossos conteúdos premiums

— Publicidade —

Recentes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here