Segunda-feira, Novembro 28, 2022

Must read

Mais Artigos

Custos dos Super Petroleiros Disparam 67%

Quando a Arábia Saudita e a Rússia iniciaram a guerra dos preços de petróleo por uma fatia maior de participação no mercado, o sector de transporte marítimo entrou num momento de alta actividade com os superpetroleiros a observarem altas taxas de frete das grandes transportadoras de petróleo bruto VLCCs.  

A promessa saudita de inundar o mercado de petróleo e o colapso dos preços  fizeram com que os comerciantes lutassem para reservar os VLCCs, cada um capaz de transportar até 2 mbpd. 

Uma razão para a alta demanda dos superpetroleiros foi o aumento de encomendas de navios-tanque da Arábia Saudita, além da sua própria frota, para transportar 2,6 mbpd do seu petróleo que está a ser comercializado a um preço mais barato se comparado a outros produtores. 

Uma outra razão para as taxas altíssimas dos navios-tanques é que os comerciantes e as maiores empresas de petróleo estão a procurar fretar navios-tanques para o armazenamento flutuante, à medida que a estrutura do mercado de petróleo mudou para contango. 

Esse cenário do mercado em que os preços do mês anterior são inferiores aos preços futuros, aponta para um excesso de oferta de petróleo e tornando-se assim lucrativo o armazenamento de petróleo para vendas futuras. 

Em apenas uma semana os preços do petróleo caíram 25% pela pior queda desde 2008 e as taxas dos fretes para os superpetroleiros subiram 10 vezes mais. 

Pouco antes do rompimento da OPEP+ a 6 de março, as taxas diárias dos VLCCs estavam na em torno dos $30.000, no final de semana passada, o custo do frete subiu entre $200.000 – 300.000/dia, dependendo do destino da carga. 

Nos EUA a maior parte da demanda por superpetroleiros e navios médios é gerada por participantes do mercado que procuram capitalizar a estrutura contango do mercado. 

A pandemia do coronavírus está a diminuir a demanda por petróleo em todos os lugares e altas taxas podem começar a ser insustentáveis. 

A última vez que um aumento repentino dos preços provocou um aumento nas taxas dos superpetroleiros foi no final de setembro  de 2019 quando os EUA impuseram sanções a alguns proprietários de navios-tanques chineses por enviarem conscientemente petróleo do Irão. No  final de janeiro de 2020, os EUA levantaram parcialmente essas sanções, que, combinadas com a queda da demanda infligida pelo surto do covid-19 levaram à uma redução das taxas. 

A actual corrida para o frete dos superpetroleiros e o aumento subsequente dos preços podem não durar muito tempo, especialmente se as reservas provisórias não se concretizaram em contratos reais. Alguns compradores podem achar as taxas de frete muito altas. 

A unidade comercial da maior refinaria da Ásia, a chinesa Sinopec, está a tentar adiar ou cancelar o carregamento de pelo menos 4 navios-tanques do Médio Oriente em Abril, devido às altas taxas de frete e uma redução esperada de processamento. (Platts).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes