Sábado, Novembro 26, 2022

Must read

Mais Artigos

África e América – Principais Destinos Para Poços de Alto Impacto em 2021

O continente africano e americano continuam a ser os principais hotspots  para a exploração de alto impacto, com 19 dos 30 melhores poços previstos para o corrente ano, dos quais 7 na América do Norte, 6 na América do Sul e 6 em África.

O ano de 2020 testemunhou o anúncio da redução de investimentos na exploração de campos verdes por parte das maiores companhias petrolíferas, na medida em que procuravam racionalizar o capital e transitar para fontes de energia alternativas. No entanto, a exploração continuou em todo o mundo com vários poços-chave previstos para 2021.

As perspetivas de perfuração de petróleo e gás de alto impacto para 2020 sofreu um impacto significativo devido à pandemia Covid-19, mas os resultados foram, no entanto, positivos. Por exemplo, a taxa de sucesso subiu para 41%, em relação aos 32% em 2019, e elevou os volumes descobertos para 3,2 mil milhões de barris de equivalente de petróleo (boe), num período máximo de 4 anos.

Os poços de alto impacto representaram quase 1/3 de todos os recursos convencionais descobertos em 2020, principalmente porque a maioria dos poços que visavam grandes perspectivas offshore foram perfurados como planeado.

Foram um total de 35 poços de alto impacto que estavam inicialmente previstos para 2020. Dentre eles, 13 poços da lista inicial foram, de facto, perfurados, 16 foram adiados para este ano e 6 foram descontinuados.

À medida que o ano de 2020 progrediu, os operadores adicionaram mais 14 poços de alto impacto nos seus programas de perfuração, resultando em 27 desses poços a serem integrados, representando uma redução de 25% em comparação à 2019. O gás natural foi responsável por cerca de 2/3 dos recursos descobertos provenientes de poços de alto impacto em 2020.

Para o corrente ano, observa-se uma mistura de aberturas de perspetivas e também spuds em áreas de exploração que podem ser tão impactantes como foram em períodos de recessões anteriores. Com a melhoria das condições do mercado, espera-se que os poços atrasados sejam movidos através do oleoduto, juntamente com novas perspetivas. Isto significa que a atividade de alto impacto poderá voltar aos níveis de 2019 ainda este ano. É provável que a região das Américas iguale o número de poços de alto impacto de 2020, com o México como a força motriz com 5 perspectivas.

Olhando para as operações de petróleo e gás das grandes empresas petrolíferas nacionais (NOCs), representaram cerca de 70% da atividade de poços de alto impacto em 2020. No que diz respeito às perspectivas de hidrocarbonetos e geologia, cerca de 37% dos poços de alto impacto em 2020 foram perfurados nas bacias fronteiriças e emergentes, enquanto que os demais se encontravam em áreas maduras.

Espera-se um aumento da atividade de alto impacto em África, uma vez que os poços atrasados continuam em estudo. Entre as sondas africanas, o poço Ondjaba-1 da Total em Angola e Vénus na Namíbia têm sido os mais destacados e provavelmente seguidos com particular interesse. Tal como em 2020, as grandes empresas e os NOCs operarão mais de metade dos poços de alto impacto.

A maioria dos poços de alto impacto esperados de 2021 têm como alvo grandes perspectivas que, se forem bem sucedidas, poderão aumentar significativamente os novos volumes recuperáveis deste ano. Estima-se que o potencial de recursos pré-perfuração deste ano ultrapasse os 13 mil milhões de barris de equivalente de petróleo.

A classificação dos poços como de elevado impacto é feita através de uma avaliação de uma série de fatores-chaves, onde estão incluídas as dimensões das perspectivas, isto é, se esses poços poderiam abrir novos campos ou perspetivas de hidrocarbonetos nas bacias fronteiriças ou emergentes, e a sua importância para as companhias operadoras.

No total, 120 poços de alto impacto foram perfurados globalmente nos últimos 4 anos, dos quais apenas 50 resultaram em descobertas. Isto equivale a uma taxa de sucesso de 42%.

A região com maior concentração de poços de alto impacto desde 2017 foi o Noroeste da Europa, com 22, dos quais 14 na Noruega, 6 no Reino Unido e 2 na Irlanda. 

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes