22.9 C
Luanda Province
Monday, May 27, 2024
 

Petróleo Prepara-se para se Tornar no Principal Produto de Exportação dos EUA

O petróleo está a caminho de se tornar no principal produto de exportação dos Estados Unidos neste ano, pela primeira vez na história, ressaltando a crescente influência da produção e exportação de crude dos EUA no mercado global de energia. 

O aumento da produção de petróleo bruto registado nos últimos anos e as crescentes exportações resultantes das restrições levantadas em 2015, tornaram o petróleo norte-americano um componente cada vez mais crucial no mercado, especialmente após a invasão russa na Ucrânia e as restrições impostas ao petróleo bruto russo no ocidente. 

As exportações de crude dos EUA também atingiram níveis recordes, com uma média de 3,99 MBPD no 1º semestre de 2023, representando um aumento de quase 20% em relação ao período homólogo. Em termos de volume e valor, as exportações de petróleo dos EUA lideraram o comércio global dos Estados Unidos até Agosto do corrente ano e, é provável que mantenha essa posição ao longo do ano 2023. 

Em agosto, o valor das exportações de petróleo dos EUA atingiu os $10,3 biliões, representando a maior fatia de todas as exportações norte-americanas, com 6% do total, seguido da gasolina e outros combustíveis. Em termos de peso, o petróleo também liderou, com uma participação de 24%, seguido do LNG e gasolina e outros combustíveis. 

Nesta ordem, espera-se que o petróleo se torne no principal produto de exportação dos Estados Unidos quando os números de 2023 forem divulgados no início de 2024. Desde o levantamento da proibição de exportação de petróleo bruto dos EUA em 2015, as exportações americanas de petróleo dispararam, impulsionadas pelo aumento da produção e pela crescente demanda global por petróleo a preços competitivos, enquanto a oferta da OPEP+ e as restrições ao petróleo russo aumentaram. 

Apesar do petróleo bruto dos EUA ser em sua maioria da variedade mais leve e doce, ao contrário das qualidades do petróleo russo, as exportações americanas têm desempenhado um papel fundamental na compensação dos cortes da OPEP+ nos últimos meses. 

No 1º semestre de 2023, a Europa foi o principal destino das exportações de petróleo bruto dos EUA em termos de volume, com 1,75 MBPD, liderada pelas exportações para a Holanda e o Reino Unido. A Ásia ficou em 2º lugar, recebendo 1,68 MBPD, com a China e a Coreia do Sul liderando as importações de petróleo dos EUA. Os Estados Unidos também exportaram volumes consideráveis de petróleo bruto para o Canadá, África, América Central e América do Sul. 

Em menos de uma década desde o levantamento da proibição de exportação, o petróleo dos EUA tornou-se tão importante para o mercado global que o WTI Midland foi incluído em junho no conjunto de referência do Brent para a fixação de preços de contratos de petróleo, o contrato mais negociado no mundo. Isso se deve principalmente ao volume constante de petróleo bruto dos EUA exportado, que tem uma média de cerca de 4 MBPD desde o início do ano. 

Com o petróleo dos EUA sendo procurado na Europa e na Ásia sempre que as condições permitem, as exportações de petróleo dos EUA deram um salto nos últimos 2 anos e estão a caminho de se tornar no principal produto de exportação dos Estados Unidos em 2023.

SourceOilprice

Subscreva

- Obtenha acesso total aos nossos conteúdos premiums

— Publicidade —

Recentes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here