20.8 C
Luanda Province
Domingo, Junho 23, 2024
 

Projecto CLOV3 da TotalEnergies Ganha o Primeiro Sistema Submarino de Produção  

No âmbito do contrato firmado com a TotalEnergies, a empresa de engenharia e tecnologia de energia TechnipFMC, entregou o primeiro Sistema de Produção Submarina Subsea 2.0 para o desenvolvimento da Fase 3 do projecto CLOV no Bloco 17 offshore Angola. 

Segundo a TechnipFMC, os produtos Subsea 2 utilizam componentes padronizados, pré-projectados e qualificados, o que permite que os equipamentos sejam rapidamente configurados de acordo com os requisitos específicos de cada projecto, resultando na optimização dos processos de engenharia e melhoria na cadeia de suprimentos e fabricação, o que torna possível atingir o fist oil em menos tempo. 

Este é o primeiro contrato celebrado entre ambas as empresas no âmbito da assinatura do acordo-quadro que aconteceu no início de Maio de 2022, abrangendo o fornecimento de sistemas de produção submarinos para o desenvolvimento de brownfields no Bloco 17.  

O contrato está avaliado entre $75-$250 milhões, ao passo que o projecto conta com um investimento total na ordem dos $850 milhões.   

O desenvolvimento da Fase 3 do projecto CLOV compreende a extensão da infraestrutura submarina e sua interconexão com o FPSO CLOV, para uma produção adicional a partir dos campos existentes, que poderá atingir um pico de até 30 KBPD, com o primeiro óleo previsto ainda para os finais de 2024. 

A TotalEnergies opera o Bloco 17 com uma participação de 38%, em parceria com a Equinor (22,16%), ExxonMobil (19%), Azule Energies (15,84%) e Sonangol P&P (5%). O Bloco 17 conta com 04 FPSOs em operação – Girassol, Dália, Pazflor e CLOV.

Subscreva

- Obtenha acesso total aos nossos conteúdos premiums

Recentes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui