24.8 C
Luanda Province
Segunda-feira, Fevereiro 26, 2024
 

Tanzânia Prepara-se para Desenvolver Projecto de LNG Avaliado em $30 Biliões 

O governo da Tanzânia concluiu as negociações com as supermajors Shell e Equinor para a potencial construção de uma instalação de exportação de LNG de $30 biliões que utilizará os enormes recursos de gás natural offshore do país. 

De acordo com o ministro da Energia da Tanzânia, January Makamba, estão a ser elaborados 2 contratos para formalizar as negociações entre partes e, ao mesmo tempo, dar início ao projecto. O primeiro contrato prevê o Acordo do Governo Anfitrião com as referidas empresas multinacionais, enquanto o segundo se restringe aos blocos petrolíferos offshore 1, 2 e 4, que fornecerão gás natural para o projeto de LNG.  

Depois de comprar o BG Group em 2016, a Shell tornou-se a operadora de 2 blocos offshore na Tanzânia, o Bloco 1 e o Bloco 4, juntamente com os seus parceiros Medco Energi (Ophir Energy) e Pavilion Energy. Os recursos de gás natural descobertos nestes blocos somam um total de 16 TCF. 

A Equinor, por sua vez, iniciou actividades de perfuração de exploração no Bloco 2 na costa da Tanzânia em 2011 e fez 9 descobertas com volumes estimados de mais de 20 TCFs de gás in place. 

Os obstáculos regulatórios pesaram sobre os planos de exportação LNG até ao momento, mas o recente progresso nas negociações com grandes empresas aumentou as esperanças deste país africano, de começar a monetizar os seus enormes recursos de gás offshore dentro dos próximos 7 anos.  

Por outro lado, acredita-se que a África pode se tornar a chave para ajudar a Europa com o fornecimento de gás, agora que a Rússia não é mais uma fonte de energia desejada para o Ocidente. No final do ano de 2022, a italiana Eni, anunciou o primeiro carregamento de LNG produzido a partir do campo de gás de coral nas águas ultraprofundas da Bacia do Rovuma, ao largo de Moçambique, vizinho da Tanzânia a sul. 

Enquanto isso, a Shell, a maior comercializadora de LNG do mundo, emitiu no mês passado uma perspectiva optimista sobre o mercado de LNG até 2040. O LNG poderá se tornar um suprimento de energia central para a Europa atender às necessidades de segurança energética, à medida que a China oferece mais flexibilidade ao mercado global de LNG.

SourceOilPrice

Subscreva

- Obtenha acesso total aos nossos conteúdos premiums

Recentes

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui