28.8 C
Luanda Province
Wednesday, May 29, 2024
 

TotalEnergies Mantém Compromisso Com a Indústria de Petróleo e Gás da Nigéria 

A gigante francesa de energia TotalEnergies anunciou a renovação da licença de produção offshore do Bloco OML 130, localizado a 150 km da costa nigeriana. A extensão da licença por um período de 20 anos permitirá à TotalEnergies desenvolver ainda mais os recursos adicionais de hidrocarbonetos contidos no referido bloco.  

Em 2022, a produção do Bloco OML 130 totalizou 282 KBOEPD, sendo que quase 30% correspondeu ao gás natural enviado para a planta de LNG da Nigéria, contribuindo para a segurança energética da Europa.  

O Bloco OML 130 contém os campos Akpo e Egina, que entraram em produção em 2009 e 2018, respectivamente. Além disso, está previsto para o final deste ano o início da produção do projecto de ciclo curto Akpo West.  

Para o vice-presidente sénior de exploração e produção da TotalEnergies para África, Henri-Max Ndong-Nzue, a TotalEnergies tem o prazer de continuar a contribuir para o desenvolvimento do sector de petróleo e gás da Nigéria.  

A extensão da licença por um período de 20 anos permitirá que a empresa continue com os estudos FEED sobre o projecto tie-back Preowei, que visa valorizar uma descoberta utilizando instalações existentes em linha com a estratégia do player francês de concentrar-se em activos de baixo custo e baixa emissão. 

No entanto, os esforços da Nigéria para trazer novos investimentos para o sector petrolífero e aumentar a produção aproveitando o potencial de hidrocarbonetos em águas profundas do país, são apoiados não apenas pelos 7 Blocos offshore licitados recentemente, mas também pelos contratos de partilha de produção (PSC) para 6 licenças offshore, assinados no ano passado com grandes empresas petrolíferas, incluindo a licença OML 130. 

Anteriormente, as incertezas legais e fiscais representavam um obstáculo para as principais empresas de petróleo quando se tratava de investir em novos PSCs na Nigéria.  

A TotalEnergies Upstream Nigeria Limited opera o bloco OML 130 com uma participação de 24%, em parceria com a CNOOC (45%), Sapetro (15%), Prime 130 (16%) e a Nigerian National Petroleum Company Ltd como concessionária do PSC.

Subscreva

- Obtenha acesso total aos nossos conteúdos premiums

— Publicidade —

Recentes

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here