Domingo, Agosto 14, 2022

Bloco em águas Profundas da China Atinge a Capacidade Total

Must read

A China atingiu a capacidade total de produção do bloco Liuhua 16-2, seu 1º projecto petrolífero em águas profundas desenvolvido de forma independente, localizado na secção leste do Mar da China Meridional. O campo Liuhua 16-2 iniciou a produção em Setembro de 2020.

Como parte do projecto, a CNOOC planeia colocar em produção e desenvolvimento um total de 26 poços por meio de uma FPSO e 3 sistemas de produção subaquáticos.

O Mar do Sul da China Oriental é uma das áreas de produção de petróleo e gás natural mais importantes da CNOOC, onde o petróleo bruto é principalmente de gravidade leve a média.

No final de 2019, as reservas e a produção no Mar do Sul da China Oriental atingiram cerca de 634 milhões de Boe e 242.026 Boe/dia respectivamente, equivalente a 12 % das reservas totais da empresa e aproximadamente 17 % de sua produção.

Em sua capacidade total de produção, o Liuhua 16-2 está a processar cerca de 1/5 de toda a produção na parte oriental do Mar da China Meridional. Espera-se que o pico de produção no projecto Liuhua 16-2 seja alcançado num volume total de 15 KBPD em 2023.

No final de Junho, a CNOOC iniciou a produção do 1º campo de gás em águas profundas que opera de forma singular. O campo deverá produzir cerca de 4,39 biliões de m3 de gás natural, equivalente a 2 % da produção total da China.

O poço Chenhai-1, perfurado no campo Lingshui 17-2 no Mar da China Meridional, tem o potencial de elevar a capacidade total de produção de gás natural da CNOOC para mais de 13 biliões de m3/ano.

O início da produção do poço Chenhai-1 faz parte do plano da CNOOC em aumentar consideravelmente a perfuração offshore numa tentativa de acrescentar a participação do gás natural em sua produção total aos níveis de 21% até 2035.

- Advertisement -spot_img

Mais Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes