Domingo, Agosto 14, 2022

ExxonMobil faz a sua 13º Descoberta em Guiana

Must read

A ExxonMobil fez uma nova descoberta de petróleo na costa da Guiana, no poço Yellowtail-1, marcando a 13ª descoberta no Bloco de Stabroek. A companhia norte americana fez sua décima descoberta na costa da Guiana em Dezembro passado com o poço Pluma-1 e as últimas duas descobertas foram feitas em Fevereiro com os poços Tilapia-1 e Haimara-1.

O anuncio da 13ª descoberta vem dar suporte aos recursos recuperáveis anunciados anteriormente estimados em aproximadamente 5,5 bilhões de barris equivalentes de petróleo no Bloco Stabroek. O Yellowtail-1 é a quinta descoberta na área de Turbot, que a ExxonMobil espera se tornar um importante centro de desenvolvimento.

Este sucesso é atribuído à capacidade de liderança do sector upstream da companhia, à força das parcerias estratégicas da empresa e ao compromisso contínuo com o crescente potencial offshore de Guiana.

O Yellowtail-1 encontrou aproximadamente 89m de reservatório de arenito com petróleo de alta qualidade e foi perfurado a uma profundidade de 5.622m em 1.843m de água. O poço está localizado a aproximadamente 10 km a noroeste da descoberta da tilápia. O navio-sonda Noble Tom Madden começou a perfurar o poço Yellowtail em 27 de março.

As actividades de exploração e desenvolvimento continuam em outros locais no Bloco Stabroek. A Stena Carron está a realizar actualmente um teste de poço na descoberta de Longtail-1 e, após a conclusão, irá perfurar o poço Hammerhead-3. Mais tarde, em 2019, o Stena Carron fará um segundo poço na descoberta do Arqueiro.

A sonda Nobly Bob Douglas está atualmente a concluir as operações de perfuração para o desenvolvimento da Fase 1 da Liza. Os planos para a adição de um outro navio-sonda de exploração também já estão a ser avaliado, o que poderá elevar para 4 o número de navios-sondas no offshore de Guiana.

A ExxonMobil alega existir um grande potencial para pelo menos 5 FPSOs no Bloco Stabroek, produzindo mais de 750.000 bpd até 2025. O início do desenvolvimento da Fase Liza está a caminho de começar no primeiro trimestre de 2020 e produzirá até 120.000 bpd, utilizando a FPSO Liza Destiny, que deve chegar ao país no t3º trimestre.

Espera-se que a fase 2 do Liza Fase tenha início em meados de 2022. Uma decisão final de investimento é esperada em breve sujeita a aprovações governamentais e regulatórias. Após a aprovação, o projeto planeja usar o FPSO da Liza Unity para produzir até 220.000 bpd.

O Bloco Stabroek tem 26.800 km². A afiliada da ExxonMobil, Esso Exploration and Production Guyana Limited, é a operadora e detém 45% de participação no Bloco Stabroek. A Hess Guyana Exploration Ltd. detém 30% de participação e a CNOOC Petroleum Guyana Limited, uma subsidiária integral da CNOOC Limited, detém 25% de participação. (Offshoreenergytoday).

- Advertisement -spot_img

Mais Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes