Quarta-feira, Dezembro 7, 2022

Must read

Mais Artigos

Petrobras Regista Aumento Significativo na Produção do Pré-Sal

A petrolífera estatal brasileira, Petrobras, revelou ter dado início em Junho passado às obras de operação integrada das Rotas 1 e 2 do fluxo de gás da bacia de Santos, próximo à FPSO Cidade de Angra dos Reis, com objectivo de maximizar a flexibilidade através de uma melhor distribuição das unidades de produção conectadas ao sistema, aumentando assim o suprimento de gás.

A Petrobras também deu início a produção de gás do campo de Búzios a partir da FPSO P-76 ainda no mês de Junho, situado no pré-sal da bacia de Santos, o que deverá levar a uma melhor gestão dos reservatórios. A FPSO Carioca chegou ao campo de Sépia no início deste mês e tem previsto o início da produção de para Agosto próximo.

A companhia continua a registar aumentos na produção nas FPSOs P-68 e P-70, com a P-70 a alcançar a sua capacidade total de 161 KBPD.

Durante o 2º trimestre do corrente ano, a produção de petróleo e LNG da Petrobras a partir dos seus campos de pré-sal foi 3,4% maior do que no 1º trimestre, devido a esses aumentos, assim como devido a estabilização da produção nas plataformas que anteriormente haviam sofrido paragens programadas, com destaque para a FPSO Cidade de Paraty e a P-66 no campo de Tupi.

A produção de petróleo e LNG no pós-sal foi 2,9% menor em relação ao trimestre anterior, devido às maiores perdas por paragens de manutenção na bacia de Campos e a falta de investimento no campo de Frade.

O impacto das paragens de produção foi mais acentuado na FPSO Campos dos Goytacazes (campo Tartaruga Verde), a P-40 (campo Marlim Sul), P-25 e P-31 (campo Albacora), P-48 (Barracuda e Caratinga) e P-50 (campo Albacora Leste).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes