Sexta-feira, Dezembro 9, 2022

Must read

- Publicidade -spot_img

Mais Artigos

Petrodel Retoma Operações de Gás Natural na Tanzânia

A petrolífera privada, Petrodel Resources Ltd., anunciou recentemente a sua intenção de retomar as suas operações na Tanzânia, depois de muito tempo paralisadas. A companhia pretende investir inicialmente $100 milhões em actividades de exploração de gás natural, uma vez que a demanda global por gás continua a crescer e o ambiente de negócios daquele país se encontra mais estável e favorável para os investidores.   

A Petrodel possui licenças de exploração nos campos onshore e offshore de Tanga, Kimbiji e Latham na Tanzânia, que foram adquiridas em 2006. Com a saída dos seus antigos parceiros Afren e Heritage Oil. A, a empresa agora possui a totalidade das participações nas 3 áreas e tenciona desenvolver todos os recursos de gás dos referidos campos.  

A decisão do grupo de reiniciar as operações na Tanzânia faz parte de um esforço conjunto para aumentar a produção de gás, em linha com o plano estratégico da empresa de expandir o seu portfólio. 

A Tanzânia detém a segunda maior reserva de gás da África Subsaariana, com recursos estimados em 57,5 TCF. Os riscos e incertezas provocadas pelo mau ambiente de negócios vivenciado no país há alguns anos, inviabilizaram muitos investimentos nesse domínio e fizeram com que essas reservas permanecessem amplamente inexploradas. No entanto, a Petrodel acredita que a confiança dos investidores melhorou significativamente após a tomada de posse da presidente Samia Suluhu Hassan. 

A Petrodel investirá aproximadamente $80 milhões para cumprir os compromissos do primeiro poço em Tanga e uma quantia de $20 milhões para concluir o trabalho sísmico final e adicional em Kimbiji e Latham para colocar os campos em produção. Estima-se que a implantação da infraestrutura necessária levará 2 anos, sendo que a produção e os carregamentos embarques de gás poderão começar em 2025.  

O desenvolvimento dos 3 campos exigirão força de trabalho significativa e devem fornecer oportunidades de emprego muito necessárias para as regiões vizinhas.

4 COMENTÁRIOS

  1. Hi, I’m Erinelma, Angolan, and I would like to participate in the reconstruction of your company, I have no experience in the branch but I adapt easily and I am able to work under pressure with minimal follow-up, much for the good attention…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes