Sábado, Novembro 26, 2022

Must read

Mais Artigos

Produção da OPEP Sobe Pela 1ª Vez Desde o Início de 2019

A produção de petróleo da OPEP aumentou no mês de Agosto, o primeiro aumento desde que o grupo e seus aliados iniciaram uma nova rodada de cortes de produção no início do ano para sustentar um fraco mercado global. 

A Nigéria e a Arábia Saudita lideram o impulso da produção da Organização dos Países exportadores de petróleo, tendo  aumentado colectivamente um total de 200.000 bpd, situando-se numa produção global de 29,99 mbpd. 

A OPEP e seus parceiros, uma coalizão de 24 nações conhecida como OPEP+, concordaram em reduzir a produção em 1,2 bpd no início de 2019, com uma economia global precária e a crescente produção de petróleo de xisto dos EUA.

A estratégia vem a fazer um grande esforço para sustentar os preços contra uma perspetiva de deterioração do crescimento global e uma guerra comercial aparentemente intratável entre os EUA e a China. Os contractos futuros do Brent caíram mais de 20% em relação ao pico atingido em Abril e foram negociados perto de $59/barril nesta semana.

Embora a Arábia Saudita tenha aumentado a produção no mês de Agosto, o reino ainda está a reduzir muito mais do que o prometido no acordo OPEP+, Riyadh aumentou a produção em 50.000 bpd com um total de 9,83 mbpd em Agosto, época em que o consumo doméstico geralmente aumenta devido ao uso crescente de aparelhos climatizados (ar condicionado).

Cortes maiores do que o planeado pelos sauditas estão apenas a equilibrar as trapaças de outros membros da OPEP. A Nigéria não fez nenhum dos cortes prometidos e aumentou novamente a produção em Agosto em 60.000 bpd com um total de 1,95 mbpd, nível mais alto desde o início de 2016. O produtor da África Ocidental aumentou a produção para níveis máximos em seu novo campo offshore ENIGMA operado pela Total SA. 

A Rússia, o maior produtor fora da OPEP na coalizão, também mostrou sinais de retroceder em seus compromissos ,o país produziu 11.294 mbpd em Agosto, o ministro da Energia russo sinalizou que a conformidade diminuiria com redução mais do que necessário no início deste ano, após a descoberta de petróleo contaminado em seu oleoduto de Druzhba. 

Um comitê formado por membros-chaves da aliança OPEP+ se reunirá em Abu Dhabi a 12 de Setembro para revisar o seu progresso na estabilização dos mercados mundiais de petróleo. A colisão completa irá reunir-se em Dezembro para considerar qualquer acção necessária em 2020. (Energynow).

- Advertisement -spot_img

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes