Terça-feira, Agosto 9, 2022

Uganda Seleciona 4 Empresas Para Exploração Petrolífera

Must read

O Uganda selecionou recentemente 4 empresas para uma rodada de exploração após a 2ª licitação de blocos petrolíferos daquele país. A licitação envolveu 5 blocos de petróleo ao longo da fronteira com o Congo, uma região onde já foram descobertas reservas economicamente viáveis. Entre as 4 empresas estão incluidas a TotalEnergies, Australian DGR Global, Nigerian PetrolAfrik Energy Resources e a estatal National Oil Co. do Uganda.

A Total tem está presente no Uganda há 5 anos, após ter recebido licenças para desenvolvimento de vários campos em parceria com a empresa Chinesa CNOOC, que actualmente são as únicas a produzir no país, com uma reserva estimada de 6,5 biliões de barris de petróleo. 

A supermajor francesa por meio da sua subsidiária Total East Africa Midstream faz parte do  projecto EACOP – East-African Crude Oil Pipeline, considerado como a maior pipeline da África e a maior pipeline aquecida do mundo,  com cerca de 1.443 km de extensão, que deverá transportar petróleo do Uganda para o porto de Tanga, na Tanzânia. Este projecto faz parte de uma estratégia  abrangente do Uganda em desenvolver os seus recursos petrolíferos e realizar concursos para construção de infra-estruturas em paralelo com a refinaria.

Por outro lado, a Total e a CNOOC celebraram um acordo com as autoridades ugandesas e tanzanianas para avançar com a produção do projecto do Lago Albert, que actualmente envolve 2 campos, com uma produção estimada em cerca de 230.000 bpd quando atingir o seu pico de produção. 

Recém-chegado ao mundo petrolífero, o Uganda ambiciona aumentar a sua participação no mercado, em contrapartida, essa ambição do governo tem gerado críticas de grupos ambientalistas, alertando que o projecto do pipeline representa uma ameaça ao meio ambiente. Por essa razão, levantam muitas dúvidas sobre o financiamento avaliado em $2,5 biliões, pois,  terão muita dificuldade em encontrar bancos e seguradoras dispostos a se associar a um projecto tão controverso.

- Advertisement -spot_img

Mais Artigos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -spot_img

Mais Recentes